O ATLAS DO ESTADO DE SÃO PAULO - DOI 10.5216/bgg.v27i2.2657

Autores

  • Marcello Martinelli Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v27i2.2657

Palavras-chave:

Atlas, cartografia, São Paulo.

Resumo

Grandes possibilidades são hoje oferecidas, que justificam todas as iniciativas endereçadas para a estruturação e consolidação de diretrizes metodológicas para a elaboração de qualquer tipo de atlas geográfico. Nos dias atuais, todas elas iriam na direção das bases da ciência cartográfica, agora se confirmando como uma verdadeira infocartografia ou geomática, até mesmo uma cibercartografia. Depois de fazer um breve apanhado dos atlas no mundo e no Brasil, ingressa-se especificamente no Atlas do estado de São Paulo. Visto como uma obra participante do Sistema de Atlas do Brasil, colocam-se suas propostas iniciais, sua efetiva realização como trabalho do Laboratório de Cartografia do Instituto de Geografia da USP, idealizado e coordenado pelo Professor Libault no período 1966-1972 e sua retomada como empreendimento dos dias atuais.Neste contexto, refletese sobre as bases metodológicas, entrando em detalhes quanto a sua finalidade, estrutura temática e adoção de métodos da cartografia temática. Diante dessas colocações, o Atlas do estado de São Paulo se cristalizará como obra de caráter permanente, agora direcionando para uma concepção e realização consoante com os avanços teóricos e metodológicos da geografia, da cartografia, ciências correlatas e dos progressos tecnológicos da informática na cartografia, da animação, da interatividade, da multimídia e da hipermídia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2007-12-12

Como Citar

MARTINELLI, M. O ATLAS DO ESTADO DE SÃO PAULO - DOI 10.5216/bgg.v27i2.2657. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 27, n. 2, p. 51–77, 2007. DOI: 10.5216/bgg.v27i2.2657. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/2657. Acesso em: 27 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos