DISTRIBUIÇÃO SAZONAL DE LARVAS INFECTANTES DE CIATOSTOMÍNEOS (Nematoda-Cyathostominae) NA BAIXADA FLUMINENSE DO RIO DE JANEIRO

Autores

  • Simone Quinelato Pós-graduanda em Ciências Veterinárias (CPGCV), Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)
  • Melissa Carvalho Machado do Couto Pós-graduanda em Ciências Veterinárias (CPGCV), Universidade Federal Rural do Rio de Janeir
  • Flávio Couto Cordeiro Programa de Pós Graduação em Química Orgânica, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)
  • Ivan Barbosa Machado Sampaio Departamento de Zootecnia, Escola de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Maria de Lurdes de Azevedo Rodrigues UFRRJ

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v11i3.5168

Palavras-chave:

Parasitologia Animal

Resumo

Sob condições de clima tropical da Baixada Fluminense do Rio de janeiro, foi desenvolvido um experimento com amostras de fezes depositadas em gramínea Tyfton 85 (Cynodon spp. Cv.Tifton 85), no início de cada estação do ano. O objetivo do estudo foi avaliar a distribuição das larvas infectantes (L3) de ciatostomíneos nas fezes, na gramínea e no solo, verificando o horário de maior recuperação de larvas. As coletas iniciaram-se uma semana após cada depósito e a partir daí de quinze em quinze dias durante as estações. Maior número de larvas foi encontrado na gramínea no outono e no inverno, meses com predominância na  estação seca, e menor número de larvas foi encontrado  na primavera e principalmente no verão, meses com predominância na estação chuvosa. No horário das 8 horas, foi recuperado o maior número de larvas. Não se observou diferença significativa entre os horários de coleta para cada estação do ano. Reduzido número de larvas foi recuperado nos 10 cm do solo analisado. As condições climáticas da região estudada permitiram o desenvolvimento e a sobrevivência de L3 de ciatostomíneos na massa fecal, assim como a migração para a gramínea, durante todo o ano, com maior risco de infecção para os equinos no outono e no inverno.

PALAVRAS-CHAVES: Ciatostomíneos, clima tropical, ecologia, Tifton 85.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivan Barbosa Machado Sampaio, Departamento de Zootecnia, Escola de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

 

 

Downloads

Publicado

2010-10-02

Como Citar

QUINELATO, S.; COUTO, M. C. M. do; CORDEIRO, F. C.; MACHADO SAMPAIO, I. B.; DE AZEVEDO RODRIGUES, M. de L. DISTRIBUIÇÃO SAZONAL DE LARVAS INFECTANTES DE CIATOSTOMÍNEOS (Nematoda-Cyathostominae) NA BAIXADA FLUMINENSE DO RIO DE JANEIRO. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 11, n. 3, p. 582–588, 2010. DOI: 10.5216/cab.v11i3.5168. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/5168. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Medicina Veterinária