OCORRÊNCIA DE FILARÍDEOS PARASITOS EM CÃES DOMICILIADOS E PROVENIENTES DE ABRIGO ANIMAL DE JOINVILLE - SANTA CATARINA, BRASIL

Autores

Resumo

Dentre os diversos nematódeos filarídeos que parasitam cães, alguns podem ser apatogênicos como Acanthocheilonema reconditum e outros como Dirofilaria immitis podem levar esses animais a óbito, além de terem potencial zoonótico. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho foi realizar um levantamento da ocorrência de filarídeos em cães residentes em domicílio fixo  e cães errantes que estavam temporariamente em um abrigo animal de Joinville-SC. Entre 2015 e 2017, amostras de sangue de 429 animais foram submetidas à busca de microfilárias ou antígenos de D. immitis, utilizando-se Método de Knott modificado e kit comercial de diagnóstico clínico. Vinte e quatro amostras (5,6%) apresentaram microfilárias de A. reconditum e três (0,7%) foram positivas para D. immitis, totalizando 27 (6,3%) cães positivos para a presença de filarídeos parasitos. A. reconditum teve maior ocorrência em cães provenientes de abrigos, já os três cães positivos para D. immitis eram domiciliados e não apresentavam suspeita clínica de dirofilariose. A presença desses parasitos em cães da região denota a importância do diagnóstico diferencial das espécies de microfilárias para o encaminhamento clínico adequado dos cães parasitados. As informações epidemiológicas obtidas podem orientar a comunidade médica e veterinária em relação à atenção para as suspeitas clínicas de dirofilariose canina e humana, assim como na orientação das medidas de prevenção visando a saúde pública e animal.
Palavras-chave: Acanthocheilonema reconditum, Dirofilaria immitis, microfilárias, zoonose.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anna Karina Kannenberg, Instituto Federal Catarinense, campus Araquari

Discente do curso de Medicina Veterinária

Luca Frondana, instituto Federal Catarinense

médico veterinário - egresso do Curso de Medicina Veterinária

Igor Henrique Rodrigues Martins, Instituto Federal Catarinense

Discente Curso de Medicina Veterinária

Charlene Edianez Longhi, Instituto Federal Catarinense

Egressa do Curso de Medicina Veterinária - Campus Araquari

Michele Müller Fialkowski, Laboratório Badanievet

Responsável técnica e proprietária do Badanievet - Serviços em Patologia Clínica Veterinária

Viviane Milczewski, Instituto Federal Catarinense

Docente Instituto Federal Catarinense - Curso de Medicina Veterinária - Campus Araquari

Publicado

2019-10-24

Como Citar

KANNENBERG, A. K.; FRONDANA, L.; MARTINS, I. H. R.; LONGHI, C. E.; FIALKOWSKI, M. M.; MILCZEWSKI, V. OCORRÊNCIA DE FILARÍDEOS PARASITOS EM CÃES DOMICILIADOS E PROVENIENTES DE ABRIGO ANIMAL DE JOINVILLE - SANTA CATARINA, BRASIL. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 20, p. 1–11, 2019. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/53529. Acesso em: 25 fev. 2024.

Edição

Seção

MEDICINA VETERINÁRIA