Theodor Adorno e a análise do op. 47 de Schönberg

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/mh.v23.75478

Palavras-chave:

Análise, T. Adorno, Arnold Schönberg, op. 47, Fantasia

Resumo

Em “Work Structure and Musical Representation: Reflections on Adorno’s Analyses for Interpretation”, Gianmario Borio afirma que a análise adorniana do op. 47 de Schönberg, fora apenas “parcialmente bem-sucedida”. Os seus problemas decorriam sobretudo do papel central atribuído à forma fantasia e de um certo desconhecimento das possibilidades estruturantes da técnica serial. No presente artigo abordaremos a análise interpretativa de Adorno do op. 47 para mostrar como que o seu mérito e o seu êxito decorrem justamente daquilo que Borio pensava ser a sua fragilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Braulyo Antonio Silva de Oliveira, Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil, braulyoantonio@outlook.com

Possui graduação em Filosofia pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Mestrado e Doutorado em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), com trabalhos que versam sobre a filosofia da música de Theodor Adorno e a sua relação com a música e a concepção musical de Arnold Schönberg e a sua escola. Na sua tese, O Adorno tardio e o jovem Schönberg (2022), aborda a participação do filósofo e músico frankfurtiano nos famosos Internationale Ferienkurse für Neue Musik, em Darmstadt, mais especificamente, o curso de 1955: "Der junge Schönberg". Também possui formação em Música, obtida no Conservatório Estadual De Música Haidée França Americano, cuja frequência nos cursos de piano e violino se deu desde a infância. Participou como pianista da gravação da Orquestra Sinfônica Mario Vieira, formada por alunos do referido Conservatório. Tem experiência na área de Estética e Filosofia da arte, com ênfase em Música. Atualmente, o seu objeto de estudo é o pensamento de Theodor Adorno e as contribuições estéticas/teóricas da Segunda Escola de Viena.

Downloads

Publicado

2023-11-23

Como Citar

SILVA DE OLIVEIRA, B. A. Theodor Adorno e a análise do op. 47 de Schönberg. Música Hodie, Goiânia, v. 23, 2023. DOI: 10.5216/mh.v23.75478. Disponível em: https://revistas.ufg.br/musica/article/view/75478. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos