PAULO FREIRE E AS CRIANÇAS: UM CONVITE À INFÂNCIA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v46ied.especial.68463

Resumo

Este ensaio propõe um diálogo com Paulo Freire e Ana Flávia, 4 anos, a respeito da escuta e do diálogo com as crianças e com a infância. Infância afirmada, neste trabalho, não como tempo cronológico vivido, mas como condição da própria existência humana. Inspirado na epistemologia inquieta e esperançosa de Freire, é um convite à infância e, com ela, à utopia e à esperança, que alimentam e reafirmam o compromisso ético e a luta por uma sociedade com justiça social e, portanto, com muito mais “boniteza”.

PALAVRAS-CHAVE: Paulo Freire. Infância. Escuta. Participação Política.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marta Regina Paulo da Silva, Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), São Paulo, Brasil, martarps@uol.com.br

Doutora em Educação pela UNICAMP. Mestra em Educação pela Universidade Metodista de São Paulo. Graduada em Psicologia e Pedagogia. Docente-Pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisa Infâncias, Diversidade e Educação – GEPIDE (PPGE/USCS). Coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisa Paulo Freire – GEPPF (PPGE/USCS).

Downloads

Publicado

2021-10-05

Como Citar

SILVA, M. R. P. da. PAULO FREIRE E AS CRIANÇAS: UM CONVITE À INFÂNCIA. Revista Inter Ação, Goiânia, v. 46, n. ed.especial, p. 1009–1019, 2021. DOI: 10.5216/ia.v46ied.especial.68463. Disponível em: https://revistas.ufg.br/interacao/article/view/68463. Acesso em: 8 dez. 2022.