Mapeamento das Unidades de paisagem do estado do Rio Grande do Norte, Brasil

Autores

  • Marco Túlio Mendonça Diniz Universidade Federal do Rio Grandedo Norte, Caicó, Rio Grande do Norte, Brasil,tuliogeografia@gmail.com http://orcid.org/0000-0002-7676-4475
  • Antônia Vilaneide Lopes Costa de Oliveira Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, Rio Grande do Norte, Brasil, vilaneide_oliveira@yahoo.com.br

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v38i2.54613

Palavras-chave:

Unidades de paisagem, Paisagem integrada, Unidades geoambientais

Resumo

O mapeamento de unidades de paisagem é fundamental para o ordenamento do território, pois se trata de etapa preliminar para o zoneamento ecológico-econômico. O objetivo deste trabalho foi realizar o mapeamento das unidades de paisagem na escala dos geocomplexos para o estado do Rio Grande do Norte. A pesquisa foi organizada no sistema taxonômico proposto por Bertrand (1972) e utilizado por Ab’Sáber (2003) para o território nacional e por Souza (2000) para o estado do Ceará. O mapeamento foi realizado em escala de 1:250.000. Foram identificados e mapeados 20 geocomplexos, nove regiões naturais e dois domínios morfoclimáticos para o estado do Rio Grande do Norte. Espera-se que este estudo seja utilizado posteriormente como base para
o planejamento e o ordenamento do território.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marco Túlio Mendonça Diniz, Universidade Federal do Rio Grandedo Norte, Caicó, Rio Grande do Norte, Brasil,tuliogeografia@gmail.com

Antônia Vilaneide Lopes Costa de Oliveira, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, Rio Grande do Norte, Brasil, vilaneide_oliveira@yahoo.com.br

Publicado

2018-08-25

Como Citar

TÚLIO MENDONÇA DINIZ, M.; VILANEIDE LOPES COSTA DE OLIVEIRA, A. Mapeamento das Unidades de paisagem do estado do Rio Grande do Norte, Brasil. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 38, n. 2, p. 342–364, 2018. DOI: 10.5216/bgg.v38i2.54613. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/54613. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos