CARTOGRAFIA DAS IMPLICAÇÕES AMBIENTAIS DA PRODUÇÃO DE PETRÓLEO ONSHORE NO MUNICÍPIO DE CARMÓPOLIS, SERGIPE, BRASIL - DOI 10.5216/bgg.v35i3.38835

Autores

  • Ivana Silva Sobral Universidade Federal de Goiás
  • Gicélia Mendes da Silva

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v35i3.38835

Resumo

O Campo de Carmópolis, maior conjunto de jazidas de petróleo onshore do Brasil, é responsável por grande parte da produção terrestre do Estado de Sergipe. Apesar de sua importância econômica, gera impactos ambientais significativos que comprometem a saúde da população e a qualidade da paisagem do município. Visando subsidiar ações de manejo que minimizem ou compensem os impactos ambientais; cumpram com a legislação ambiental e protejam os ecossistemas naturais remanescentes, esta pesquisa teve como objetivo analisar as implicações espaciais da produção de petróleo onshore no município de Carmópolis; mapear o uso do solo e calcular o índice de qualidade da paisagem, utilizando a ecologia da paisagem como a base teóricometodológica. Constatou-se que a) o índice de qualidade da paisagem do município de Carmópolis é 0,54, classificado como regular; b) os poços, as estradas e os dutos de gás e petróleo fragmentam a paisagem do município, comprometendo as resiliências dos ecossistemas naturais.
Palavras-chave: qualidade da paisagem, geoprocessamento, ecologia da paisagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2015-12-01

Como Citar

SILVA SOBRAL, I.; MENDES DA SILVA, G. CARTOGRAFIA DAS IMPLICAÇÕES AMBIENTAIS DA PRODUÇÃO DE PETRÓLEO ONSHORE NO MUNICÍPIO DE CARMÓPOLIS, SERGIPE, BRASIL - DOI 10.5216/bgg.v35i3.38835. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 35, n. 3, p. 437–451, 2015. DOI: 10.5216/bgg.v35i3.38835. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/38835. Acesso em: 25 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos