PREÇO DA TERRA EM GOIÁS: PRESSUPOSTOS E MODELOS - DOI 10.5216/bgg.v27i1.3442

Autores

  • Nilson Clementino Ferreira Universidade Federal de Goias
  • Fausto Miziara Universidade Federal de Goiás
  • Noely Vicente Ribeiro Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v27i1.3442

Palavras-chave:

preço da terra, fronteira agrícola, formação de preços

Resumo

Um tema tradicionalmente abordado pela economia refere-se aos critérios para definição do preço de terras agrícolas. No caso específico de Goiás, a discussão sobre o preço da terra assume particular importância, uma vez que é um dos fatores responsáveis pela expansão da Fronteira Agrícola, iniciada em meados da década de 1970. Tendo por base um modelo teórico-metodológico que explica a formação do preço da terra agrícola em Goiás, este trabalho analisa, a partir de métodos de Geoestatística aplicados aos vários tipos de ocupação, os padrões de distribuição espacial do preço da terra. Esta espacialização indicou elevada participação da variável “Localização” na definição do preço da terra, particularmente considerando-se a distância em relação aos principais mercados consumidores (ex. Goiânia) e agroindustriais (ex. Rio Verde) do Estado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-03-07

Como Citar

FERREIRA, N. C.; MIZIARA, F.; RIBEIRO, N. V. PREÇO DA TERRA EM GOIÁS: PRESSUPOSTOS E MODELOS - DOI 10.5216/bgg.v27i1.3442. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 27, n. 1, p. 47–62, 2008. DOI: 10.5216/bgg.v27i1.3442. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/3442. Acesso em: 22 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos