Avaliação comparativa da ecofisiologia do juazeiro (Ziziphus joazeiro Martius) em duas ecorregiões do estado de Sergipe em resposta à sazonalidade

Autores

  • Lívia Maria de Jesus Santos Programa de Pós-graduação em Ecologia e Conservaçõa
  • Elizamar Ciríaco da Silva Programa de Pós-graduação em Ecologia e Conservação.
  • Carlos Dias da Silva Junior Programa de Pós-graduação em Ecologia e Conservação.

DOI:

https://doi.org/10.5216/rbn.v1i1.27951

Palavras-chave:

Caatinga, estresse hídrico, fluorescência, trocas gasosas

Resumo

Este estudo teve o objetivo de avaliar as respostas ecofisiológicas do juazeiro (Ziziphus joazeiro Martius) em condições de campo em duas ecorregiões do estado de Sergipe, Brasil, em diferentes períodos sazonais. Para isto, avaliou-se: fotossíntese líquida (A), condutância estomática (gs), transpiração (E) e a fluorescência da clorofila a. A taxa de fotossíntese (A) foi maior na ecorregião Agreste no período chuvoso e menor no Sertão no período de estiagem. A gs foi maior nos horários que o déficit de pressão de vapor (VPD) foi menor, mantendo a taxa de assimilação do CO2 e evitando a perda excessiva de água pela transpiração (E). Em relação à fluorescência da clorofila a, verificou-se que os indivíduos apresentaram valores dentro do normal, não indicando condição de estresse, embora no período seco no Sertão tenha havido diminuição na eficiência do fotossistema II, com consequente diminuição no Índice de performance e no pool de elétrons transportados pelo centro de reação do PSII. Esta espécie apresenta estratégias de sobrevivência, mantendo seu aparato fotossintético funcionando mesmo durante períodos de estiagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lívia Maria de Jesus Santos, Programa de Pós-graduação em Ecologia e Conservaçõa

Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação/Universidade Federal de Sergipe.

Elizamar Ciríaco da Silva, Programa de Pós-graduação em Ecologia e Conservação.

Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação/Universidade Federal de Sergipe.

Carlos Dias da Silva Junior, Programa de Pós-graduação em Ecologia e Conservação.

Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação/Universidade Federal de Sergipe.

Referências

Andrade-Lima, D. de. 2007. Estudos Fitogeográficos de Pernambuco. Anais da Academia Pernambucana de Ciência Agronômica. p. 243-274.

Araújo, F.S., M.J.N. Rodal, M.R.V. Barbosa & F.R. Martins. 2005. Repartição da flora lenhosa no Domínio da Caatinga. In: Araújo, F. S., M.J.N. Rodal, M.R.V. Barbosa, (Org.). Análise das variações da Biodiversidade do Bioma Caatinga: suporte a estratégias regionais de conservação. Brasília: MMA. p.15-36.

Carvalho, P.E.R. 2007. Juazeiro: Ziziphus joazeiro. Embrapa, Colombo, p.1-8.

Christen, D., S. Schonmann, M. Jermini, R.J. Strasser & G., Défago. 2007. Characterization and early detection of gravepine (Vitis vinifera) stress responses to esca disease by in situ chlorophyll fuorescence and comparison with drought stress. Env. Exp. Botany. 60: 504-514.

Cunningham, S.C. 2006. Effects of Vapour Pressure Deficit on Growth of Temperate and Tropical Evergreen Rainforest Trees of Australia. Acta Oecologica. 399-406.

Dias, D.P. & R.A. Marenco. 2007. Fotossíntese e fotoinibição em mogno e acariquara em função da luminosidade e temperatura foliar. Pesquisa Agropecuária Brasileira. 42: 305-311.

Drumond, M. A., L.H.P. Kiill, P.C.F. Lima, M.C. Oliveira, V.R. Oliveira, S.G. Albuquerque, C.E.S. Nascimento & J. Cavalcanti. 2000. Avaliações e identificação de ações prioritárias para a conservação, utilização sustentável e repartição de benefícios da biodiversidade do bioma Caatinga: Estratégias para o Uso Sustentável da Biodiversidade da Caatinga.

Giulietti, A.M., A.L. Bocage Neta, A.A.J.F. Castro, C.F.L. Gamarra-Rojas, E.V.S.B. Sampaio, J.F. Virgínio, L.P. Queiroz, M.A. Figueiredo, M.J.N. Rodal, M.R.V. Barbosa & R.M. Harley. 2003. Diagnóstico da vegetação nativa do bioma Caatinga. In: Biodiversidade da Caatinga: áreas e ações prioritárias para a conservação. Ministério do Meio Ambiente. 47-78

Gonçalves, J.F.C. & Jr.U.M. Santos. 2005. Utilization of the chlorophyll a fluorescence technique as a tool for selecting tolerant species to environments of high irradiance. Brazilian Journal Plant Physiology.17: 307-313.

Gonçalves, J.F.de C., C.E.M. da Silva & D.G. Guimarães. 2009. Fotossíntese e potencial hídrico foliar de plantas jovens de andiroba submetidas à deficiência hídrica e à reidratação. Pesquisa agropecuária brasileira. 44: 8-14.

Gonçalves, J.F.de C., C.E. Silva, D.G. Guimarães & R.S. Bernardes. 2010. Análise dos transientes da fluorescência da clorofila a de plantas jovens de Carapa guianensis e de Dipteryx odorata submetidas a dois ambientes de luz. Acta Amazonica. 40: 89-98.

INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), 2012. (http://sinda.crn2.inpe.br/ PCD/pcd.jsp?uf=25); acessado em 30 de dezembro de 2012.

Lacerda, A.V., F.M. Barbosa & M.R.V. Barbosa. 2007. Estudo do comportamento arbustivo-arbóreo de matas ciliares na bacia do rio Taperobá, semiárido paraibano: uma perspectiva para a sustentabilidade dos recursos naturais. Oecologia Brasiliensis. 11: 331-340.

Lepsch, I.F. 2002. Formação e Conservação dos Solos. Oficina de Textos. 129.

Marenco, R. A. & N. F. Lopes. Fisiologia Vegetal: fotossíntese, respiração, relações hídricas e nutrição mineral. Viçosa: UFV, 2009. 486 p.

Marenco, R. A. & N. F. Lopes. 2009. Fisiologia vegetal: fotossíntese, respiração, relações hídricas e nutrição mineral. Viçosa: UFV, p. 486 -488.

Maxwell, K. & G.N. Johnson. 2000. Chlorophyll Fluorescence – a practical guide. Journal of Experimental Botany. 51: 659-668.

Mendoza, R.A.M. & N.F. Lopes. 2007. Fisiologia Vegetal: Fotossíntese, Respiração, Relações Hídricas e Nutrição Mineral. 2a edição. Rev. Ampl. Viçosa. p.469.

Morais, R.R. de, J.F. de C. Golçalves, U.M. dos Santos Júnior, O. Dunisch & A.L.W. dos Santos. 2007. Chloroplastid Pigment Contents and Chlorophyll a Fluorescence in Amazonian Tropical Three Species. Revista Árvore. 31: 959-966.

Passos, C.D., E.E.M. Passos & C.H.B.de A. Prado. 2005. Comportamento Sazonal do Potencial Hídrico e das Trocas Gasosas de Quatro Variedades de Coqueiro-Anão. Revista Brasileira de Fruticultura. 27: 248-254.

Prado, D. E. 2003. As Caatingas da América do Sul. In: Leal, I.R.; Tabarelli, M.; Silva, J.M.C. (Ed.). Ecologia e conservação da caatinga. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 3-73.

Raven, P.H., R.F. Evert & S.E. Eichhorn. 2001. Biologia Vegetal. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. 90-108.

Santos, R.F. & R. Carlesso. 1999. Enrolamento e expansão das folhas de milho submetidas a déficit hídrico em diferentes solos. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental. 3: 1-6.

SEMARH - SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS HÍDRICOS. Sistema de Informação sobre Recursos Hídricos (SIRHSE). Disponível em: http://sirhse.semarh.se.gov.br/sirhse/index.php/macroplanejamento/bacias_hidrograficas/estadoClima/estado. Acessado em: 28 de dezembro de 2012.

Silva Junior, C.D. da, P.A.A., Santos, J.M.S. Lira, & M.C. de Santana. 2010. Curso Diário das Trocas Gasosas em Plantas de Feijão-caupi Submetidas à Deficiência Hídrica. Revista Caatinga. 23: 7-13.

Silva, E.C. da, R.J.M.C. Nogueira, A.D. de Azevedo Neto, J.Z. de Brito & E.L. Cabral. 2004. Aspectos ecofisiológicos de dez espécies em uma área de caatinga no município de Cabaceiras, Paraíba, Brasil. IHERINGIA, Série Botânica. 59: 201-205.

Silva, E.C.; R.J.M.C. Nogueira; A.D.A. Neto, J.Z. Brito & E.L. Cabral. 2004. Aspectos ecofisiológicos de dez espécies em uma área de caatinga no município de Cabaceiras, Paraíba, Brasil. IHERINGIA, Série Botânica. 59: 201-205.

Srivastava, A.; R.J. Strasser, Govindjee. 1999. Greening of peas: parallel measurements of 77 K emission spectra, OJIP chlorophyll a fluorescence transient, period four oscillation of the initial fluorescence level, delayed light emission, and P700. Photosynthetica. 365-392.

Strasser, B.J. & R.J. Strasser. 1995. Measuring fast fluorescence transients to address environmental question: The JIP - Test. In: Mathis P. (Ed.). Photosynthesis: from light to biosphere. Dordrecht, The Netherlands. Kluwer Academy Publisher. 977-980.

Suresh, K., C. Nagamani, K. Ramachandrudu & R.K. Mathur. 2010. Gas-exchange characteristics, leaf water potential and chlorophyll a fluorescence in oil palm (Elaeis guineensis Jacq.) seedlings under water stress and recovery. Photosynthetica. p. 430-436.

Tigre, C.B. 1977. Estudo de silvicultura especializada do nordeste. P.179.

Trovão, D.M.B.M., P.D. Fernandes, L.A. Andrade & J.D. Neto. 2007. Variações sazonais de aspectos fisiológicos de espécies da Caatinga. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental.1: 307–311.

Downloads

Publicado

10-02-2016

Como Citar

DE JESUS SANTOS, L. M.; CIRÍACO DA SILVA, E.; DIAS DA SILVA JUNIOR, C. Avaliação comparativa da ecofisiologia do juazeiro (Ziziphus joazeiro Martius) em duas ecorregiões do estado de Sergipe em resposta à sazonalidade. Revista de Biologia Neotropical / Journal of Neotropical Biology, Goiânia, v. 12, n. 1, p. 8–19, 2016. DOI: 10.5216/rbn.v1i1.27951. Disponível em: https://revistas.ufg.br/RBN/article/view/27951. Acesso em: 23 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos