Atividades educativas não presenciais na educação infantil: uma experiência possível?

Autores

  • Bárbara Isabela Soares de Souza Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil, barbaraiss@ufg.br
  • Lucas Batista Rodrigues da Costa Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil, lubaroc@discente.ufg.br
  • Milna Martins Arantes Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil, milna_martins@ufg.br
  • Rosiris Pereira de Souza Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil, rosiris_pereira_souza@ufg.br
  • Sara Sousa Barbosa Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil, s_s_sara_s_s@hotmail.com

DOI:

https://doi.org/10.5216/rp.v33i2.74864

Resumo

Este relato de experiência tem como objetivo socializar as atividades educativas não presenciais desenvolvidas
com crianças de 4 a 5 anos de idade do Departamento de Educação Infantil - DEI/CEPAE/UFG. A suspensão das
atividades da Modalidade Presencial em todas as unidades acadêmicas da Universidade nos colocou o desafio de
desenvolver atividades educativas não presenciais tendo como horizonte garantir que as crianças não perdessem
os vínculos afetivos e identitários com o DEI, seus professores/as e colegas e ao mesmo tempo se apropriassem
dos diferentes conhecimentos lúdicos, estéticos e culturais mediados pelas Tecnologias Digitais da Informação e
Comunicação (TDICs), durante o período pandêmico. Para tanto, fez necessário retomar os estudos teóricos que
fundamentam o trabalho educativo do departamento e elaborar a rede temática: Arte, Literatura e Cultura
Corporal. Por fim, reafirmamos a inadequação do modelo remoto para o desenvolvimento de atividades
educativas na Educação Infantil, contudo entendemos que as atividades propostas cumpriram um papel educativo
e social relevante durante a suspensão das atividades presenciais no Departamento de Educação Infantil, qual seja,
promover a aproximação, integração e participação das crianças e suas famílias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bárbara Isabela Soares de Souza, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil, barbaraiss@ufg.br

Mestra em Educação Física pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade de Brasília (PPGEF/UnB); Docente no Departamento de Educação Infantil do Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação (CEPAE).

Lucas Batista Rodrigues da Costa, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil, lubaroc@discente.ufg.br

Especialista em Psicopedagogia Educacional pelas Faculdades Metropolitanas Unidas de São Paulo (FMU-SP). Atualmente cursando Educação Física (FEFD/UFG); Docente no Departamento de Educação Infantil do Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação (CEPAE).

Milna Martins Arantes, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil, milna_martins@ufg.br

Doutora em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás (PPGE/UFG); Docente no Departamento de Educação Infantil do Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação (CEPAE).

Rosiris Pereira de Souza, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil, rosiris_pereira_souza@ufg.br

Doutora em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Brasília (UnB); Docente no Departamento de Educação Infantil do Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à
Educação (CEPAE).

Sara Sousa Barbosa, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil, s_s_sara_s_s@hotmail.com

Especialista em Alfabetização e Letramento pela Faculdade de Venda Nova do Imigrante (FAVENI/EAD);
Atuou como bolsista do Projeto de Ensino “Práticas Pedagógicas na Educação Infantil” no Departamento de Educação Infantil do Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação (CEPAE).

Downloads

Publicado

2022-12-27

Como Citar

SOUZA, B. I. S. de; COSTA, L. B. R. da; ARANTES, M. M.; SOUZA, R. P. de; BARBOSA, S. S. Atividades educativas não presenciais na educação infantil: uma experiência possível?. Revista Polyphonía, Goiânia, v. 33, n. 2, p. 110–128, 2022. DOI: 10.5216/rp.v33i2.74864. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sv/article/view/74864. Acesso em: 25 jun. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Experiências didático-pedagógicas no estágio supervisionado na educação infantil