UFGInclui

ingresso e permanência dos estudantes com surdez na Universidade Federal de Goiás

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/revufg.v22.73955

Resumo

Este estudo busca compreender as ações institucionais do Programa UFGInclui da Universidade Federal de Goiás (UFG). O foco será nos estudantes surdos que cursam Letras Libras, sobretudo a partir da aplicabilidade da Lei n. 13.409/2016, que alterou a Lei de Cotas de 2012 ao incluir as pessoas com deficiência na reserva de vagas. A pesquisa consiste em revisão bibliográfica e documental, articulando o histórico das ações afirmativas no Brasil, com ênfase nas normativas institucionais da UFG e nos seus desdobramentos como instrumento de acesso e permanência na instituição. Inicialmente, foram coletadas informações sobre os sujeitos pesquisados junto ao órgão responsável na UFG. Como resultado, foi possível identificar que as matrículas oscilaram e diminuíram no decorrer dos anos. Por fim, o estudo destaca que, apesar das ações para ingresso e permanência de pessoas com surdez na UFG, os desafios enfrentados por estudantes surdos na universidade causaram significativa evasão do curso.

Palavras-chave: UFGInclui. Universidade Federal de Goiás. Acesso. Permanência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

29-12-2022

Como Citar

SOUZA, T. S.; BARROS, F. C.; MELO, K. K. G. de; SILVA, A. J. R. da; PIRES, E. . M. UFGInclui: ingresso e permanência dos estudantes com surdez na Universidade Federal de Goiás. Revista UFG, Goiânia, v. 22, n. 28, 2022. DOI: 10.5216/revufg.v22.73955. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revistaufg/article/view/73955. Acesso em: 24 maio. 2024.

Edição

Seção

Dossiê A inclusão na educação superior: o olhar a partir de Brasil, Moçambique e outros países