Musicoterapia na Dependência Química

Uma Revisão Integrativa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/mh.v22.70651

Palavras-chave:

Musicoterapia, Dependência Química, Instrumentos de Avaliação

Resumo

As dependências químicas são doenças de cunho cognitivo, social e neurológico causadas pelo abuso de qualquer substância não produzida pelo organismo que tenha propriedades de atuar sobre um ou mais de seus sistemas. Esta Revisão Integrativa buscou literatura científica que evidencie quais mudanças podem ser avaliadas através do uso de protocolos, em abordagens sistematizadas em musicoterapia, no contexto da dependência química. Foram identificados 24 textos que apontaram falta de padronização dos desfechos avaliados pelos estudos, limitando sua comparabilidade. Ainda assim, puderam-se concluir alguns pontos sobre a ação da musicoterapia sobre aspectos psicológicos de pacientes acometidos por uma dependência química.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Frederico Pedrosa, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, frederico.musicoterapia@gmail.com

Docente da Graduação em Música com Habilitação em Musicoterapia da Universidade Federal de Minas Gerais. Doutorando em Música pela Universidade Federal de Minas Gerais, Mestre em Musica pela Universidade Federal do Paraná (2018) e Bacharel em Musicoterapia pela Faculdade de Artes do Paraná (2010). Atua em pesquisa nas áreas de musicoterapia, saúde mental, educação musical e cultura popular. Foi bolsista do Processo de Iniciação Científica da Faculdade de Artes do Paraná onde pesquisou a música ambiente dos ônibus da cidade de Curitiba. Foi professor colaborador do curso de Bacharelado em Musicoterapia na Universidade Estadual do Paraná entre 2016 e 2017, onde ministrou as disciplinas relacionadas à linguagem, execução e aprendizado musical além de supervisionar estágios em Saúde Mental e orientar trabalhos de conclusão de curso. Participa dos grupos de pesquisa Centro de Estudos em Musicoterapia, CEMT-CNPq, e do Núcleo de Estudos e Pesquisas Interdisciplinares em Musicoterapia, NEPIM-CNPq. Fez parte dos grupos Jazz Cigano Quinteto, Paranambuco, Omundô e da Orquestra Rabecônica do Brasil com os quais estudou e desenvolveu apresentações utilizando a linguagem musical das culturas tradicionais brasileiras e de outras regiões do globo. Tem experiência de atuação clínica nas áreas de Saúde Mental, Dependência Química, Geriatria e Educação Especial. Atualmente faz parte dos grupos Marruá, que faz um repertório de Baião e The Pulso in Chamas, com uma proposta estética Queer. Tem experiência com atuação e supervisão de estágios nas áreas de Saúde Mental, Dependência Química e Educação Especial.

Cybelle Maria Veiga Loureiro, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, cybelleveigaloureiro@gmail.com

Doutorado em Medicina área de conhecimento Ciências Aplicadas à Cirurgia e Oftalmologia - Faculdade de Medicina-UFMG (2009); Mestrado em Música área de conhecimento Educação Musical - Escola de Música - UFMG (2005); Bacharelado em Musicoterapia - University of Iowa (1991); Bacharelado em Música Instrumento Piano - Conservatório Musical Carlos Gomes (1975); Representante da América Latina na Federação Mundial de Musicoterapia-WFMT ( 2009-2014); Membro da Comissão em Formação e Clínica na WFMT (2014); Professora de Musicoterapia na Universidade Federal de Minas Gerais (2009), Coordenadora do Bacharelado em Musicoterapia (2009); Professora Permanente no PPG em Neurociências - ICB-UFMG linha de pesquisa:neurociências, música e artes (2011); Professora Permanente do PPG em Música - EM-UFMG (2011) área Sonologia. Experiência na área de Música e Musicoterapia, atuando principalmente nas áreas: sonologia, neurociências, musicoterapia neurológica; educação musical especial; deficiência física; Síndrome de West; esclerose múltipla; neurite óptica; neuromielite; neonatologia; atraso do neurodesenvolvimento; AVE; Parkinson; Alzheimer; demência semântica e cuidados paliativos.

Frederico Duarte Garcia, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, frederico.garciad@gmail.com

Frederico Garcia é professor associado no Departamento de Saúde Mental da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais. É bolsista de pesquisa nível 2 do CNPq e lidera o Núcleo de Pesquisa Vulnerabilidade e Saúde ? NAVES e coordena o Centro de Referência em Drogas (CRR). Ele atua no desenvolvimento de inovações que melhoram a vida das pessoas com transtornos mentais, tendo atuado como pesquisador principal em diversos ensaios clínicos. Cursou seu doutorado em Biologia Celular e Molecular na Universidade de Rouen, na França e tem formação em terapias comportamentais e cognitivas pela Associação Francesa de Terapias Cognitivas e Comportamentais. Foi laureado prêmio de pesquisador da World Federation of Societies of Biological Psychiatry (WFSBP) em 2013 e é vice-secretário da WFSBP e membro titular da Associação Brasileira de Psiquiatria.

Downloads

Publicado

2022-10-31

Como Citar

PEDROSA, F.; VEIGA LOUREIRO, C. M.; DUARTE GARCIA, F. Musicoterapia na Dependência Química: Uma Revisão Integrativa. Revista Música Hodie, Goiânia, v. 22, 2022. DOI: 10.5216/mh.v22.70651. Disponível em: https://revistas.ufg.br/musica/article/view/70651. Acesso em: 6 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos