Ressuscitando partituras do fundo da gaveta

Análise musical de Cantata do Soldado Morto, para coro e orquestra, de Eunice Katunda

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/mh.v21.68755

Palavras-chave:

Análise musical, Coro e orquestra, Música brasileira do século XX, Eunice Katunda, Cantata do Soldado Morto

Resumo

O objetivo deste trabalho é a contextualização histórico-biográfica e a análise musical com considerações sobre a relação texto-música da obra Cantata do Soldado Morto, de Eunice Katunda. Para tanto, estabelecemos focos analíticos em três seções específicas e valemo-nos de recursos teóricos apresentados por Stefan Kostka (2018), Joel Lester (1989), Joseph N. Straus (2005) e Jonathan Dunsby (2004). Através da análise musical, percebemos duas classes de conjuntos, divergentes entre si, e extenso material modal, que estruturam a obra. Sugerimos que estes conjuntos simbolizam, na música, a tradição diatônica em contraste com a vanguarda pós-tonal, em constante atrito ao longo da peça. Observamos, pela conexão entre subconjuntos, material modal, texturas, timbres, dinâmicas e articulações, que há uma forte relação entre a musicalidade e as mudanças de caráter do texto poético.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Laura Mathias Gentile, Universidade de São Paulo, São Paulo, São Paulo, Brasil, ana.gentile@alumni.usp.br

Ana Laura Mathias Gentile é Bacharel em Música, com Habilitação em Regência, pela Escola de Comunicações e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP, 2014-2020). Em 2019, foi finalista do VII Concurso para Jovens Solistas da OSMG na categoria de regência orquestral. Foi assistente de direção musical do Coral da ECA-USP (2018-2019). Atualmente dá aulas particulares de piano e teoria musical, é aluna de canto lírico da cantora Denise de Freitas e participa das masterclasses de regência oferecidas pelo maestro Cláudio Cruz na EMESP.

Adriana Lopes Moreira, Universidade de São Paulo, São Paulo, São Paulo, Brasil, adrianalopes@usp.br

Adriana Lopes Moreira é Livre-docente, Professora Doutora Associada no Departamento de Música (CMU) da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP, 2004-) e no Programa de Pós-Graduação em Música da ECA-USP (2010-). É coordenadora da Graduação do CMU (2017-2021) e do Grupo de Pesquisa TRAMA: Teoria e Análise Musical (ECA e CNPq, 2015-). É co-coordenadora do Laboratório de Percepção, História, Estética e Análise Musical (CMU, 2008-) e dos Encontros Internacionais de Teoria e Analise Musical, EITAM (2009-). Foi editora-chefe de publicações da ANPPOM (2011-2015), que englobam a Revista OPUS (Qualis-CAPES A1), a série Pesquisa em Música no Brasil e a coordenação científica dos congressos anuais.

Downloads

Publicado

2021-11-11 — Atualizado em 2021-11-14

Versões

Como Citar

MATHIAS GENTILE, A. L.; LOPES MOREIRA, A. Ressuscitando partituras do fundo da gaveta: Análise musical de Cantata do Soldado Morto, para coro e orquestra, de Eunice Katunda. Música Hodie, Goiânia, v. 21, 2021. DOI: 10.5216/mh.v21.68755. Disponível em: https://revistas.ufg.br/musica/article/view/68755. Acesso em: 23 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos