La agrupación temporal y los patrones como facilitadores de la comprensión psicológica de la información rítmica.

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/mh.v20.60522

Palavras-chave:

ritmo musical, cognição musical, processamento cognitivo, psicologia da percepção

Resumo

A estruturação e o agrupamento influenciam a fragmentação mental dos sons na memória, sendo considerados elementos fundamentais nas teorias modernas da cognição musical. Neste trabalho, é realizada uma revisão das contribuições científicas para o conhecimento dos fenômenos de estruturação temporal, agrupamento de eventos e formação de padrões rítmicos. Com isso, pretende-se delinear e oferecer um panorama atualizado sobre alguns dos fatores facilitadores do processamento do ritmo cognitivo, para considerar posteriormente esses elementos no treinamento musical inicial. Os principais achados indicam que a regularidade dos padrões rítmicos é um elemento essencial para o processamento. Além disso, sequências rítmicas com proporções 2: 1 parecem ser as mais fáceis de reproduzir e perceber.

Esta pesquisa foi patrocinada pelo Ministerio de Ciencia e Innovación de España (PID2019-105762GB-I00).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Eduardo Álamos, Universitat de València, Valencia, España, josealamos@gmail.com

José Eduardo Álamos, Professor de Educação Musical, Bacharel em Ciências da Educação pela Universidade de Playa Ancha, Chile e Mestre em Pesquisa em Didática Específica pela Universidade de Valência, Espanha. Paralelamente ao seu trabalho como professor no ensino primário e secundário em diferentes escolas chilenas, ele trabalhou como professor no Departamento de Ciências Sociais da Universidade do Chile, na Faculdade de Arte da Universidade de Playa Ancha de Ciências da Educação e na Academia Universitária de Humanismo Cristão, onde ocupou o cargo de Coordenador de Práticas na carreira de Pedagogia em Música. Na área de pesquisa, ele possui publicações e trabalhos especializados em cognição e ensino de música. Atualmente, patrocinado pela Comissão Nacional de Pesquisa Científica e Tecnológica do Chile (CONICYT), está cursando doutorado em Didática Específica na Universidade de Valência, Espanha.

Jesús Tejada Giménez, Instituto de Creatividad e Innovaciones Educativas de la Universidad de Valencia, Espanha, jesus.tejada@uv.es

Jesús Tejada es Profesor Superior de Música, doctor en Humanidades y doctor en Métodos de Investigación y Diagnóstico en Educación.  Es profesor titular en el Instituto de Creatividad e Innovaciones Educativas de la Universidad de Valencia. Ha impartido docencia, seminarios y conferencias en universidades de España, Chile, México, Portugal y USA. En investigación, sus líneas de trabajo son: contraste de efectividad multimodal de materiales de aprendizaje, efectos de los editores de partituras en la formación de imágenes mentales sonoras, diseño- evaluación de programas informáticos para el aprendizaje musical y construcción y validación de plataformas de formación musical para profesorado de música.

Publicado

2020-06-15 — Atualizado em 2021-11-14

Versões

Como Citar

ÁLAMOS, J. E.; TEJADA GIMÉNEZ, J. La agrupación temporal y los patrones como facilitadores de la comprensión psicológica de la información rítmica. Música Hodie, Goiânia, v. 20, 2021. DOI: 10.5216/mh.v20.60522. Disponível em: https://revistas.ufg.br/musica/article/view/60522. Acesso em: 20 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos