Morfologia da semente e do desenvolvimento da plântula de duas espécies do gênero Jatropha L. (Euphorbiaceae)

Autores

Palavras-chave:

germinação, medicinal, pião-pajé, pião-roxo

Resumo

A morfologia permite identificar e distinguir caracteres das fases de crescimento, bem como apoia os estudos da tecnologia de sementes  na adequação de protocolos para avaliar a qualidade da semente. O gênero Jatropha distingue-se por sua importância econômica e por seus diversos usos, principalmente como medicinal. Considerando suas características e relevância econômica buscou-se investigar e ilustrar a morfologia das sementes e do desenvolvimento da plântula de Jatropha gossypiifolia L. e Jatropha podagrica Hook e auxiliar na propagação das espécies. As sementes foram coletadas no Município de Boa Vista (RR). Foram mensurados os aspectos físicos e biométricos, descritas e ilustradas as características morfológicas das sementes, assim como o desenvolvimento da plântula. As sementes de J. podagrica são maiores que as de J. gossypiifolia, porém apresentam características semelhantes externas, como posição do hilo, carúncula, rafe e calaza e, internas como endosperma crasso e carnoso, embrião axial espatulado com cotilédones foliáceos. Ambas as espécies possuem germinação do tipo epígea-fanerocotiledonar. Os aspectos do desenvolvimento das plântulas se diferenciam entre as espécies na cronologia, forma e posição do hipocótilo, epicótilo e eofilo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sammy Aquino Pereira, Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Programa de Pós-Graduação em Agronomia Tropical, Manaus, Amazonas, Brazil

Engenheira Florestal formada pelo Instituto de Tecnologia da Amazônia - UTAM; MESTRE em Ciências de Florestas Tropicais pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - INPA e DOUTORA em Agronomia Tropical, pela Universidade Federal do Amazonas. Possui experiência nas áreas de Recursos Florestais e Engenharia Florestal, com ênfase em sementes florestais, dormência, germinação e tratamentos pré-germinativos; e em Propriedade Intelectual e Inteligência competitiva, com ênfase em patentes, prospecção científica e tecnológica. Atualmente é bolsista PCI-A do Arranjo de NIT da Amazônia Ocidental (Arranjo AMOCI), instalado na Coordenação de Extensão Tecnológica e Inovação (COETI/INPA), atuando na gestão da Propriedade Intelectual

Maria Silvia de Mendonça Queiroz, Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Programa de Pós-Graduação em Agronomia Tropical, Manaus, Amazonas, Brasil

Graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Católica de Pernambuco , Mestrado em Ciências Biológicas (Botânica) pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Doutorado em Ciências Biológicas (Botânica) pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia e Pós Doutorado na UT (USA). Atualmente é Professor Titular da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Docente do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Bolsista PQ e Consultor ad hoc do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico e Presidente da Câmara de Assessoramento Científico Multidisciplinar da Fundaçao de Apoio à Pesquisa (FAPEAM). Tem experiência com Pós-Graduação, tanto na administração como na formação de Recursos Humanos na área de Botânica, com ênfase em Anatomia Vegetal, Morfologia de sementes e Etnobotânica atuando principalmente no estudo de Palmeiras e Plantas Medicinais

Célia Regina Simonetti Barbalho, Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Instituto de Ciências Humanas e Letras, Manaus, Amazonas, Brasil

Professora Titular da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Possui graduação em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Amazonas (1984), mestrado em Ciência da Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1995) e doutorado em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2000). Atualmente realiza Estágio Pós-Doutoral no Programa em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação, ponto focal da Universidade de Federal do Rio de Janeiro. Atuou como Diretora do Sistema de Bibliotecas da UFAM. Foi pesquisadora sênior do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA), responsável pela implantação do Núcleo de Informação Biotecnológica (NIB). É líder do Grupo de Pesquisa e Estudo em Ciência da Informação (2000). Foi vice presidente da Comissão Brasileira de Bibliotecas Universitárias (CBBU) (2016-2018). É membro do Comitê Técnico da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) do curso de bacharelado em Biblioteconomia na modalidade a distância. Atua em diversos órgãos representativos da área como a Associação Brasileira de Educação em Ciência da Informação (ABECIN), o Forum de Profissionais da Informação do Estado do Amazonas (FORUM), dentre outros. Foi membro da diretoria do Conselho Federal de Biblioteconomia durante a 14a. e 15a. Gestões (2007-2012). Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em gestão de unidades de informação, gestão da informação e do conhecimento, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino superior, qualidade, biblioteconomia, competências profissionais, propriedade intelectual e planejamento estratégico

Angela Maria da Silva Mendes, Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Programa de Pós-Graduação em Agronomia Tropical, Manaus, Amazonas, Brazil

Graduação em Agronomia pela Universidade Federal do Amazonas (1993), Especialização em Ciência e Tecnologia de Sementes pela Universidade Federal de Pelotas (1999), Mestrado em Ciências Agrárias pela Universidade Federal do Amazonas (2001) e Doutorado em Agronomia Tropical na Universidade Federal do Amazonas (2011). Atua como Docente concursada no Departamento de Produção Animal e Vegetal da Faculdade de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Amazonas. Atuou como professora contratada (2004 a 2011) na Universidade do Estado do Amazonas nos Curso de Engenharia Florestal e Tecnologia em Agroecologia. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Fitotecnia, Botânica, Sistemas Agroflorestais e Ciências Florestais, atuando principalmente no seguinte tema: sementes - morfoanatomia, fisiologia e tecnologia

Referências

Añez, L. M. M., M. F. B. Coelho, M. C. F. Albuquerque & J. L. D. Dombroski. 2005. Caracterização morfológica dos frutos, das sementes e do desenvolvimento das plântulas de Jatropha elliptica Müll. Arg. (Euphorbiaceae). Rev Bras. Bot. 28 (3): 563-568. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-84042005000300012

Aiyelaagbe, O. O., K. Adesogan, O. Ekundayo & J. B. Gloer. 2007. Antibacterial diterpenoids from Jatropha podagrica Hook. Phytochemistry. 68 (19): 2420-2425. DOI: https://doi.org/10.1016/j.phytochem.2007.05.021

Aiyelaagbe, O. O. & J. B. Gloer. 2008. Japodic acid, A Novel Aliphatic Acid from Jatropha podagrica Hook. Rec. Nat. Prod. 2 (4): 100-106.

Barroso, G. M., M. P. Morim, A. L. Peixoto & C. L. F. Ichaso. 1999. Frutos e sementes. Morfologia aplicada à sistemática de dicotiledôneas. Viçosa, Editora UFV.

Bhaskarwar, B., P. Itankar & A. Fulke. 2008. Evaluation of antimicrobial activity of medicinal plant Jatropha podagrica (Hook). Roum. Biotechnol. Lett. 13 (5): 3873-3877.

Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. 2009. Regras para análise de sementes. Brasília, Ministério da Agricultura e Reforma Agrária.

Carniello, M. A., R. S. Silva, M. A. B. Cruz & G. Guarim Neto. 2010. Quintais urbanos de Mirassol D’Oeste-MT, Brasil: uma abordagem etnobotânica. Acta Amaz. 40 (3): 451-470. DOI: https://doi.org/10.1590/S0044-59672010000300005

Castellani, E. D.; C. F. Damiao Filho; I. B. de Aguiar & R. C. de Paula. 2008. Morfologia de frutos e sementes de espécies arbóreas do gênero Solanum L. Rev. Bras. Sem. 30 (1), 102-113. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-31222008000100014

Corner, E. J. H. 1976. The seeds of the Dicotyledons. v. 1. London, Cambridge University Press.

Costa, J. R. & D. Mitja. 2010. Uso dos recursos vegetais por agricultores familiares de Manacapuru (AM). Acta Amaz. 40(1): 49-58. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0044-59672010000100007

Dabur, R., A. Gupta, T. K. Mandal, D. D. Singh, V. Bajpai, A. M. Gurav & G. S. Lavekar. 2007. Antimicrobial Activity of some Indian Medicinal Plants. Afr. J. Tradit. Complement. Altern. Med. 4 (3): 313-318.

Duke, J. A. 1969. On tropical tree seedlings, systems and systematics. Ann. of the Missouri Bot. Garden. 56 (2): 125-161.

Garwood, N. C. 1996. Functional morphology of tropical tree seedlings. pp. 59-129. In: Swaine, M. D. (Ed.). The ecology of tropical forest tree seedlings. Paris, UNESCO.

Guerra, M. E. de C.; S. Medeiros Filho & M. I. Gallão. (2006). Morfologia de sementes, de plântulas e da germinação de Copaifera langsdorfii Desf. (Leguminosae-Caesalpinioideae). Cerne. 12(4): 322-328.

Hirota, B. C. K., R. R. Trevisan, J. F. G. Dias, M. D. Miguel & O. G. Miguel. 2010. Fitoquímica e atividades biológicas do gênero Jatropha: Mini-revisão. Visão Acadêmica. 11(2): 103-112. DOI: http://dx.doi.org/10.5380/acd.v11i2.21374

Luz, F. J. F. 2001. Plantas medicinais de uso popular em Boa Vista, Roraima, Brasil. Hortic. Bras. 19 (1): 88-96. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362001000100019

Lyra, D. H., L. A. H. Almeida, B. P. Brasileiro, M. R. Sant'Ana & C. L. F. Amaral. 2012. Parâmetros genéticos de frutos, sementes e plântulas de Jatropha ribifolia (Pohl) Baill. (Euphorbiaceae). Rev. Bras. Plantas Med. 14 (4): 579-585. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1516-05722012000400002

Krishnan, P. R. & M. Paramathma. 2009. Potentials and Jatropha species wealth of India. Scientific Correspondence. 97: 1000-1004.

Kumar, A. & N. Singh. 2012. Jatropha gossypiifolia L.: a potential genetic resource for herbal dye. Genet. Resour. Crop Evol. 59: 949-954. DOI: https://doi.org/10.1007/s10722-012-9815-9

Moura, C. C. de, T. R. Costa; L. R. Carvalho; M. Titon; I. M. Pereira & E. L. M. Machado. 2020. Morpho-physiological classification of seeds and morphology of fruits and seedlings of Richeria grandis. Rodriguésia. 71: e02732018. DOI: https://doi.org/10.1590/2175-7860202071098

Nunes, C. F., D. N. Santos, M. Pasqual & T. C. T. Valente. 2009. Morfologia externa de frutos, sementes e plântulas de pinhão‑manso. Pesq. agropec. Bras., 44 (2): 207-210. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-204X2009000200014

Oliveira, D. M. T. 2001. Morfologia comparada de plântulas e plantas jovens de leguminosas arbóreas nativas: espécies de Phaseoleae, Sophoreae, Swartzieae e Tephrosieae. Rev. Bras. Bot. 24 (1): 85-97. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-84042001000100010

Oliveira, R. J.; J. E. C. Silva & D. B. Chagas. 2018. Morphology of fruits and seeds and germinate and initial development analysis of Hancornia speciosa. Cerne. 24(3): 269-279.

Paria, N. D. & A. A. Bose. 2017. Seedling morphology and its potential in taxonomic studies in Indian flora. J. Indian Bot. Soc. 96(3-4): 233-242.

Rocha, F. A. G. da & L. Í. S. Dantas. 2009. Atividade antimicrobiana in vitro do látex do aveloz (Euphorbia tirucalli L.), pinhão bravo (Jatropha mollissima L.) e pinhão roxo (Jatropha gossypiifolia L.) sobre microrganismos patogênicos. Holos. 4: 3-11. Disponível em: <http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/339>. Acesso em 1 jan. 2020.

Santos, J. de F. L., E. Pagani, J. Ramos & E. Rodrigues. 2012. Observations on the therapeutic practices of riverine communities of the Unini River, AM, Brazil. J. Ethnopharmacol. 142(2): 503-15. DOI: https://doi.org/10.1016/j.jep.2012.05.027

Silva, O. L. M., I. Cordeiro & M. B. R. Caruzo. 2016. Seed morphology in Euphorbia and its taxonomic applications: a case study in São Paulo, Brazil. Braz. J. Bot. 39: 349–358. DOI: https://doi.org/10.1007/s40415-015-0228-9

Soares, R. N., R. O. dos Santos & B. M. da S. e Silva. 2019. Morphological aspects and anatomy of the fruit, seeds and seedlings of Pentaclethra macroloba (Willd.) Kuntze (Fabaceae). J. Seed Sci. 41(4): 452-460. DOI: https://doi.org/10.1590/2317-1545v41n4222721

Souza, D. D. & N. B. Cavalcante. 2019. Biometria de frutos e sementes de Jatropha mollissima (Pohl) Baill. (Euphorbiaceae). Acta Biol. Catarinense. 6(2): 115-122.

Virgens, I. O., R. D. de Castro, M. B. Loureiro & L. G. Fernandez. 2017. Revisão: Jatropha curcas L.: aspectos morfofisiológicos e químicos. Braz. J. Food Technol. 20: e2016030. DOI: https://doi.org/10.1590/1981-6723.3016

Werker, E. 1997. Seed anatomy. Berlin, Gebrüder Borntraeger. Handbuch der Pflanzenanatomie.

Downloads

Publicado

03-06-2021

Como Citar

AQUINO PEREIRA, S.; DE MENDONÇA QUEIROZ, M. S.; SIMONETTI BARBALHO, C. R.; DA SILVA MENDES, A. M. Morfologia da semente e do desenvolvimento da plântula de duas espécies do gênero Jatropha L. (Euphorbiaceae). Revista de Biologia Neotropical / Journal of Neotropical Biology, Goiânia, v. 18, n. 1, p. 37–43, 2021. Disponível em: https://revistas.ufg.br/RBN/article/view/67691. Acesso em: 23 abr. 2024.