Videoaulas e divulgação de conteúdos gramaticais para exames como o ENEM

Autores

  • João Vitor Bezerra Laurentino Professor de Língua Portuguesa da educação básica do estado da Paraíba
  • Williany Miranda da Silva Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)

DOI:

https://doi.org/10.5216/rp.v30i2.65104

Resumo

As tecnologias digitais contribuem cada vez mais no contexto educacional, por esta razão, o presente texto versa acerca de materiais didáticos desta natureza. Assim, expõe o tratamento dado aos conteúdos gramaticais de língua portuguesa em videoaulas recomendadas para o ENEM. Adotamos a pesquisa qualiquantitativa, a partir da netnografia. Os dados constam em três sites (https://canaldoensino.com.br/blog/; http://ensinomédiodigital.fgv.br/ e http:// mesalva.com/) e destacam a sintaxe como o conteúdo gramatical mais recorrente. Constatamos um tratamento que une diferentes mídias no processo de didatização. Em alguns casos identificamos a predominância do processo multimodal, e, em outros, do hipermodal. Por fim, observamos que, apesar de apresentarem tratamentos que utilizam recursos diferentes, permanece nelas a exposição gramatical e a exemplificação desenvolvidas a partir de frases isoladas, sinalizando a inserção em um paradigma tradicional do ensino de língua.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Vitor Bezerra Laurentino, Professor de Língua Portuguesa da educação básica do estado da Paraíba

Graduado em Letras, pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), e professor de Língua Portuguesa da educação básica do estado da Paraíba.

Williany Miranda da Silva, Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)

Professora Doutora da Unidade Acadêmica de Letras e membro do Programa de Pós-Graduação em Linguagem e Ensino (PPGLE) da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).

Downloads

Publicado

2020-08-19

Como Citar

BEZERRA LAURENTINO, J. V.; MIRANDA DA SILVA, W. Videoaulas e divulgação de conteúdos gramaticais para exames como o ENEM. Revista Polyphonía, Goiânia, v. 30, n. 2, p. 76–95, 2020. DOI: 10.5216/rp.v30i2.65104. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sv/article/view/65104. Acesso em: 6 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê: Tecnologias digitais e ensino na educação básica