Contação de histórias em aulas de línguas

Autores

  • Elizabete Francisca de Oliveira Pereira
  • Magali Saddi Duarte UFG

DOI:

https://doi.org/10.5216/rp.v17i1.6208

Resumo

Este artigo tem como objetivo discutir a contação de histórias em aulas de língua inglesa para iniciantes. Valemo-nos das teorias de Bettelheim (1980), Zilberman (1990) e Aguiar (2001), que evidenciam a pertinência das histórias infantis na introdução de língua estrangeira, não como pretexto para a introdução de itens estruturais, mas como uma oportunidade de levar os alunos a explorarem o texto autêntico com começo, meio e fim, cujo enredo e organização textual já são conhecidos pelos alunos. Além disso, é o momento em que os alunos são levados ao encantamento provocado pela contação de histórias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elizabete Francisca de Oliveira Pereira

Técnica em Assuntos Educacionais do Setor de Apoio à Ação Pedagógica do Cepae/UFG

Downloads

Publicado

2009-05-11

Como Citar

PEREIRA, E. F. de O.; DUARTE, M. S. Contação de histórias em aulas de línguas. Revista Polyphonía, Goiânia, v. 17, n. 1, p. 27–34, 2009. DOI: 10.5216/rp.v17i1.6208. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sv/article/view/6208. Acesso em: 11 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos