CIÊNCIA E ARTE – TEORIA E VIVÊNCIA MUSICAL COMO AUXÍLIO À FORMAÇÃO DE FONOAUDIÓLOGOS

Autores

  • Maria Cláudia Mendes Caminha Muniz Charleston Teixeira Palmeira

DOI:

https://doi.org/10.5216/mh.v8i1.4564

Resumo

Observa-se que o fonoaudiólogo necessita de capacitação musical para compreender melhor o seu ofício na área da (re)habilitação vocal, pois utiliza conceitos advindos do canto ao desenvolver várias atividades educativas e terapêuticas. O estudo avalia o impacto de um curso sobre noções de teoria musical em seis alunos de graduação em Fonoaudiologia. Os resultados foram analisados a partir de um questionário identificando-se a efetividade dos conhecimentos adquiridos. Concluiu-se que a vivência e noções em teoria musical auxiliam na compreensão e execução dos exercícios vocais, os alunos perceberam-se em defasagem em relação aos conhecimentos musicais e foi destacada a importância do curso.
Palavras-chave: Fonoaudiologia; Música; Educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-08-16

Como Citar

CHARLESTON TEIXEIRA PALMEIRA, M. C. M. C. M. CIÊNCIA E ARTE – TEORIA E VIVÊNCIA MUSICAL COMO AUXÍLIO À FORMAÇÃO DE FONOAUDIÓLOGOS. Música Hodie, Goiânia, v. 8, n. 1, 2008. DOI: 10.5216/mh.v8i1.4564. Disponível em: https://revistas.ufg.br/musica/article/view/4564. Acesso em: 24 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos