Aplicação de conceitos da psicologia cognitiva na construção de automatismos na leitura musical

Autores

  • Danilo Bogo

DOI:

https://doi.org/10.5216/mh.v16i1.43114

Resumo

Este artigo discute a influência da psicologia cognitiva no processo de ensino-aprendizagem da leitura musical visando melhorar o desempenho da leitura à primeira vista. Reconhecendo a importância de respostas cinestésicas automatizadas aos estímulos visuais, o objetivo deste artigo é apresentar alguns conceitos da psicologia cognitiva que podem ser usados para facilitar a construção de automatismos aptos a serem evocados numa tarefa de leitura musical. Para isso, será apresentado a arquitetura cognitiva relacionada a uma tarefa de leitura musical. Em seguida, mostraremos a importância dos automatismos na leitura e abordaremos algumas práticas influenciadas pela psicologia cognitiva. Entre os conceitos abordados estão tipos de conhecimento, metacognição, codificação dupla, transferência de conhecimento e chunking. Conclui-se que um melhor conhecimento do nosso processo cognitivo pode influenciar as estratégias de ensino/aprendizagem na leitura musical. Palavras-chave: Cognição; Leitura musical à primeira vista; Automatismos na leitura musical.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-09-08

Como Citar

BOGO, D. Aplicação de conceitos da psicologia cognitiva na construção de automatismos na leitura musical. Revista Música Hodie, Goiânia, v. 16, n. 1, 2016. DOI: 10.5216/mh.v16i1.43114. Disponível em: https://revistas.ufg.br/musica/article/view/43114. Acesso em: 27 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos