Reflexões Sobre a Crise de Comunicabilidade da Música Contemporânea: a Música é Linguagem? O Que Deve Comunicar a Música?

Autores

  • Rogério Costa

DOI:

https://doi.org/10.5216/mh.v4i1.19782

Resumo

Neste trabalho procuramos levantar algumas questões relacionadas à idéia de se pensar a música enquanto linguagem. Muitos dos debates que acontecem sobre a suposta crise de comunicabilidade da música contemporânea tomam por base um certo tipo de abordagem linguística da prática musical. Na maior parte das vezes esta atitude desencadeia uma série de equívocos que se somam gerando posturas críticas mitificadoras em que se lamenta a perda de uma “idade de ouro” imaginária quando a música não se distanciava de seu público. Do nosso ponto de vista estas posturas se baseiam em premissas discutíveis e geram juízos equivocados no que diz respeito ao significado e à relevância da produção musical contemporânea. A idéia é colocar em jogo novas perspectivas que apontem para posturas mais objetivas e rigorosas menos afetadas por visões precárias sobre a natureza da prática musical. Palavras-chave: Música; Linguagem; Língua; Fala; Comunicação: Comunicabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-08-22

Como Citar

COSTA, R. Reflexões Sobre a Crise de Comunicabilidade da Música Contemporânea: a Música é Linguagem? O Que Deve Comunicar a Música?. Música Hodie, Goiânia, v. 4, n. 1, 2012. DOI: 10.5216/mh.v4i1.19782. Disponível em: https://revistas.ufg.br/musica/article/view/19782. Acesso em: 16 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos