O FIM DO MUNDO DO FIM

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v47i3.74736

Resumo

Artigo apresenta resultado de pesquisa com políticas e teorias do campo do currículo como crônica do tempo presente. O ponto de partida conecta o conto de Júlio Cortázar “O fim do mundo do fim” (1998) e o artigo “Ecologia dos saberes. Para adiar o fim da escola” (2020). Neste artigo é traçada uma linha teórica que envolve a compreensão do mundo que se inicia com seu fim inexorável diante do contexto sociopolítico no qual nos encontramos atualmente que definimos como um tsunami neoliberal conservador (2019) e, por fim, porque devemos defender a pesquisa nas universidadescolas (2020) e qual universidade queremos defender.

PALAVRAS-CHAVE: O mundo do fim. Currículo. Tsunami Neoliberal Conservador. Universidadescolas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Luiza Süssekind, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil

Pesquisadora Produtividade 2 CNPq. Vice-presidente Sudeste da ANPEd/Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, atuando na diretoria e representação do Grupo de Trabalho em Currículo desde 2013. Professora do Departamento de Didática e Coordenadora do PPGEdu/Programa de pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro/UNIRIO. Possui Licenciatura Plena em História pela PUC-RJ (1990), Magister Scientiae pelo CPDA/UFRRJ (2002) e doutorado (2007) em Educação no PROPED/UERJ. Na Universidade da Columbia Britânica/UBC, Canadá, fez Estágio Pos-doutoral sobre Curriculum Studies in Brazil junto ao Professor Emérito William Pinar, com projeto aprovado pela CAPES.

Fábio André Diniz Merladet, Universidade de Coimbra (UC), Coimbra, Portugal, fabioandredm@hotmail.com

Graduado em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Doutor em Pós-Colonialismos e Cidadania Global pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES-UC) e coordenador da Universidade Popular dos Movimentos Sociais (UPMS). Sua atuação acadêmica e profissional têm como foco pedagogias e metodologias de participação social, formação, educação popular e articulação de organizações e movimentos sociais. Desde 2017 tem realizado diversas consultorias para a Faculdade Latino Americana de Ciências Sociais (Flacso), o Centro de Educação e Assessoramento Popular (CEAP), a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), com foco no desenvolvimento de metodologias de organização, facilitação e sistematização de processos formativos e participativos. 

Maria Giulia Scheeffer d’Avignon, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil

Graduanda em Licenciatura em Pedagogia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO. Membro do Grupo de Pesquisa: Conversas com Currículos nos Cotidianos das Universidadescolas - ConCU/UNIRIO. Atualmente é bolsista de Iniciação Científica na modalidade PIBIC/UNIRIO vinculada ao projeto "Currículos, Conversas, Criações e Resistências nos Cotidianos da Docência" financiado pela FAPERJ.

Downloads

Publicado

2023-01-03

Como Citar

SÜSSEKIND, M. L.; MERLADET, F. A. D.; D’AVIGNON, M. G. S. O FIM DO MUNDO DO FIM. Revista Inter-Ação, Goiânia, v. 47, n. 3, p. 994–1008, 2023. DOI: 10.5216/ia.v47i3.74736. Disponível em: https://revistas.ufg.br/interacao/article/view/74736. Acesso em: 22 jul. 2024.