A ALTERNÂNCIA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES NA LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO NA REGIÃO SUDESTE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v47i2.72112

Resumo

Este trabalho tencionou discutir a Alternância na formação de professores na região sudeste, mais especificamente na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Foi utilizada a metodologia de pesquisa bibliográfica com enfoque qualitativo. Entre as principais discussões realizadas, destaca-se a utilização da formação em Alternância organizada em tempo escola, tempo universidade e tempo comunidade como proposta pedagógica de organização do currículo nas licenciaturas citadas. Como opção pedagógica, destaca-se a aplicação da Alternância integrativa, ou seja, a intercomunicação entre os diferentes tempos e espaços formativos, bem como os referenciais do movimento da educação do campo no Brasil. Entre as mediações pedagógicas utilizadas para articulação do tempo escola/tempo universidade foram citados o Plano de Estudo, o Caderno da Realidade, como colocação em comum desenvolvidas na UFES, o Guia do tempo comunidade e a Jornada Socioterritorial na Licenciatura em Educação do Campo da UFMG e na UFRRJ. Foram utilizados os Grupos de Trabalho (GT) e o trabalho integrado como mediações que articulam os diferentes tempos formativos na formação de professores pelas universidades citadas.

PALAVRAS-CHAVE: Educação do Campo. Alternância. Licenciaturas em Educação do Campo. Formação de professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Isabel Antunes Rocha, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, isabelantunes@ufmg.br

Graduação em Psicologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1983), Mestrado em Psicologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1995) e Doutorado em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (2004). Pós-doutorado pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho/Campus Presidente Prudente. Pós-doutorado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Professora Titular da Faculdade de Educação/Universidade Federal de Minas Gerais. Participa do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Educação do Campo (NEPCAMPO/FaE-UFMG), do Núcleo de Pesquisa Internacional em Representações Sociais (NEARS), do Grupo de Estudos e Pesquisas em Representações Sociais (GERES) e do Grupo de Estudos em Educação, Mineração e Meio Ambiente (GEMA).

Silvanete Pereira dos Santos, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Vitória, Espírito Santo, Brasil, silviapsantos@yahoo.com.br

Doutora e Mestra em Educação pela Universidade de Brasília. Graduação em Pedagogia pela Universidade do Estado da Bahia. Experiência em docência de nível superior no curso de pedagogia com as disciplina de estágio em ambiente não escolar, políticas e gestão da educação básica, gestão educacional, Trabalho de conclusão de curso e metodologia científica.

Ramofly Bicalho, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Seropédica, Rio de Janeiro, Brasil, ramofly@gmail.com

Graduação em História: bacharelado e licenciatura pela Universidade Federal Fluminense, ano de 1999. Licenciatura em Pedagogia pela UERJ / CEDERJ, ano de 2011. Especialização em educação: formação do educador de jovens e adultos trabalhadores, na UFF, ano de 2001. Mestrado em educação pela Universidade Federal Fluminense, concluído em 2003. Doutorado em educação na UNICAMP no ano de 2007. Pós-Doutorado em Educação na Universidade Federal Fluminense. Atualmente é Professor Associado II na UFRRJ - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Instituto de Educação, Departamento de Educação do Campo, Movimentos Sociais e Diversidade – DECAMPD.

Downloads

Publicado

2022-08-31

Como Citar

ROCHA, M. I. A.; SANTOS, S. P. dos; BICALHO, R. . A ALTERNÂNCIA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES NA LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO NA REGIÃO SUDESTE. Revista Inter Ação, Goiânia, v. 47, n. 2, p. 476–491, 2022. DOI: 10.5216/ia.v47i2.72112. Disponível em: https://revistas.ufg.br/interacao/article/view/72112. Acesso em: 6 dez. 2022.