RESIDÊNCIA AGRÁRIA JOVEM DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA (UNB): HISTÓRIA, MEMÓRIA, ORGANIZAÇÃO E RESISTÊNCIA DA JUVENTUDE DO CAMPO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v47i2.71902

Resumo

O artigo apresenta a experiência do Programa Residência Agrária Jovem, como resultado da luta da juventude do campo para ampliação das estratégias de formação, organização e resistência, tendo a Educação do Campo como princípio orientador. A análise parte da concretização do Programa tanto em nível nacional quanto local na Faculdade UnB Planaltina (FUP), atuando em Núcleos Territoriais onde viviam os jovens camponeses. Na forma de síntese sobre a formação e a pesquisa realizadas, o artigo se debruça sobre o itinerário formativo construído, articulando as questões nacionais e locais que permeiam a vida da juventude camponesa. Os resultados demonstraram que a experiência deixou importantes repercussões na vida dos jovens e indica a necessidade de fortalecimento das ações de juventude no ensino, na pesquisa e na extensão na ambiência da FUP/UnB.

PALAVRAS-CHAVE: Políticas Públicas. Educação do Campo. Juventude. Formação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clarice Aparecida dos Santos, Universidade de Brasília (UNB), Brasília, Distrito Federal, Brasil, claricesantos61@gmail.com

Doutora em Políticas Públicas e Formação Humana - PPFH/UERJ (2016);Mestre em Educação pela Universidade de Brasília (2009); Graduada em PEDAGOGIA pela Universidade de Ijuí (2002). Atualmente é docente do ensino superior da Universidade de Brasília, atuando principalmente nos temas: Educação do Campo e Políticas Públicas.

Eliene Novaes Rocha, Universidade de Brasília (UNB), Brasília, Distrito Federal, Brasil, elienenrocha@gmail.com

Professora Adjunta da Universidade de Brasília. Doutora em Educação pela Universidade de Brasília (UnB), com Doutorado Sanduíche na Universidade de Barcelona/Espanha, como bolsista da CAPES, com Estágio pós-doutoral pela Universidade de Barcelona (UB). Mestre em Educação e Contemporaneidade pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Licenciada em Pedagogia pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS).

Elisa Guaraná de Castro, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Seropédica, Rio de Janeiro, Brasil, elisaguarana@gmail.com

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1992), mestrado em Sociologia e Antropologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1995) e doutorado em Antropologia Social pelo Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (2005). É professora titular da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro desde 1998 atuando na graduação, na Pós-Graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) e na Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS).

Regina Coelly Fernandes Saraiva, Universidade de Brasília (UNB), Brasília, Distrito Federal, Brasil, reginafup@gmail.com

Professora Adjunta da Universidade de Brasília, atuando na Faculdade UnB Planaltina (FUP/UnB) nos cursos de graduação em Gestão Ambiental (GAM) e Licenciatura em Educação no Campo (LEDOC) e na pós-graduação no Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente em Desenvolvimento Rural (PPG-Mader). É professora membro do Centro de Estudos do Cerrado na Chapada dos Veadeiros (Centro UnB Cerrado) e do Núcleo de Estudos para Paz e Direitos Humanos (NEP/CEAM/UnB). Graduação em História (Centro de Ensino Unificado de Brasília, 1986), Mestrado em Ciência Política (UnB, 1992), Doutorado em Desenvolvimento Sustentável (CDS/UnB, 2006) e Pós-Doutorado em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA/UFRRJ, 2018).

Downloads

Publicado

2022-08-31

Como Citar

SANTOS, C. A. dos; ROCHA, E. N.; CASTRO, E. G. de .; SARAIVA, R. C. F. RESIDÊNCIA AGRÁRIA JOVEM DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA (UNB): HISTÓRIA, MEMÓRIA, ORGANIZAÇÃO E RESISTÊNCIA DA JUVENTUDE DO CAMPO. Revista Inter Ação, Goiânia, v. 47, n. 2, p. 407–423, 2022. DOI: 10.5216/ia.v47i2.71902. Disponível em: https://revistas.ufg.br/interacao/article/view/71902. Acesso em: 8 dez. 2022.