POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O ENSINO BILÍNGUE: DESAFIOS PARA A FORMAÇÃO DE PROFESSORES

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v47i2.71152

Resumo

Nas últimas décadas o ensino bilíngue tem crescido exponencialmente nas escolas privadas, e mais recentemente na rede pública. Assim, o presente artigo tem como objetivo analisar as políticas no contexto nacional, estadual e local para o ensino bilíngue a partir da perspectiva teórica da internacionalização do currículo (LEASK, 2013). Para análise das políticas, utilizamos os modelos de educação bilíngue propostos por Hornberger (1991). Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa e documental.  Os dados apontam uma limitação conceitual nas políticas públicas para o ensino bilíngue. Pode-se ainda observar a presença de dois modelos dominantes, o de manutenção e o de enriquecimento, fomentando a preservação de línguas minoritárias de imigração e o pluralismo cultural. Ressalta-se a necessidade de ampliar o debate na formação de professores.

 PALAVRAS-CHAVE: Ensino Bilíngue. Formação de Professores. Internacionalização do Currículo. Políticas Públicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabela Vieira Barbosa, Universidade Regional de Blumenau (FURB), Blumenau, Santa Catarina, Brasil, miss.vieira@gmail.com

Doutoranda em Educação pela Universidade Regional de Blumenau – FURB. Mestra em Educação pela Universidade Regional de Blumenau – FURB. Possui Pós-Graduação em Educação Infantil e Desenvolvimento pela Universidade Cândido Mendes e especialização em Gestão Educacional pelo Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI. Possui graduação em Pedagogia pela Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI, e em Administração pelo Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI. Atualmente é Graduanda em Letras - Inglês pela Universidade Estácio de Sá.

 

Marcia Regina Selpa Heinzle, Universidade Regional de Blumenau (FURB), Blumenau, Santa Catarina, Brasil, selpamarcia@gmail.com

Doutorado em Educação- UNICAMP (2012). Mestrado em Educação- FURB;(2002) - Especialização em Ativação de Processos de Mudança na Formação Superior de Profissionais de Saúde - ENSP FIOCRUZ Núcleo São Paulo (2006); Especialização em Dificuldades de Aprendizagem -UNIPLAC (1992); - Graduação em Pedagogia-UNIPLAC(1988). Atualmente exerce as seguintes atividades: Vice Diretora do Centro de Ciências da Educação, Artes e Letras; Professora e Pesquisadora da graduação e do Programa de Pós-graduação Mestrado e Doutorado em Educação.

Leticia Zimmermann, Universidade Regional de Blumenau (FURB), Jaraguá do Sul, Santa Catarina, Brasil, leticiazmnn@gmail.com

Bolsista de iniciação cientifica. Participa do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Superior GEPES -FURB. Atualmente exerce a profissão de Professora da Educação Infantil.

 

Downloads

Publicado

2022-08-31

Como Citar

BARBOSA, I. V. .; HEINZLE, M. R. S. .; ZIMMERMANN, L. POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O ENSINO BILÍNGUE: DESAFIOS PARA A FORMAÇÃO DE PROFESSORES. Revista Inter Ação, Goiânia, v. 47, n. 2, p. 795–811, 2022. DOI: 10.5216/ia.v47i2.71152. Disponível em: https://revistas.ufg.br/interacao/article/view/71152. Acesso em: 6 dez. 2022.