NEOLIBERALISMO: ESCOLA COMO REPRODUTORA DAS DESIGUALDADES

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v47i1.70661

Resumo

Este trabalho tem como objetivo analisar o Neoliberalismo como um dos fatores que levam à produção de concepções do Fracasso Escolar, reproduzindo desigualdades. Intenta-se discutir como os ideais neoliberais se introduzem no ambiente escolar, fazendo com que as relações sociais, políticas e econômicas se reproduzam na escola. Além disso, pretende compreender como tais ideais transformam o sentido da escola. Quanto à metodologia, trata-se de uma pesquisa bibliográfica dividida em dois momentos: explicar as bases do Neoliberalismo e seus desdobramentos e, em seguida, apresentar artigos que demonstram concepções de fracasso e que se aproximam a temas que remetem ao ideal neoliberal. A partir da pesquisa, foi possível perceber que o eixo fundamental que liga tais conceitos é a reprodução da desigualdade social na escola.

PALAVRAS-CHAVE: Neoliberalismo. Fracasso Escolar. Desigualdade Social. Educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabella Kethuly Spindola Firmino, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil, isakethuly@gmail.com

Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal de Goiás. Mestranda em Educação pela Universidade Federal de Goiás, do Programa de Pós-Graduação em Educação, da linha de Fundamentos dos Processos educativos.

Downloads

Publicado

2022-04-30

Como Citar

FIRMINO, I. K. S. . NEOLIBERALISMO: ESCOLA COMO REPRODUTORA DAS DESIGUALDADES. Revista Inter Ação, Goiânia, v. 47, n. 1, p. 218–233, 2022. DOI: 10.5216/ia.v47i1.70661. Disponível em: https://revistas.ufg.br/interacao/article/view/70661. Acesso em: 9 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos