UM ESTUDO DE CASO NO MUNÍCIPIO DE MARINGÁ-PR: AS CRIANÇAS HAITIANAS E SUAS EXPERIÊNCIAS PREGRESSAS EM SEU PAÍS DE ORIGEM

Autores

  • Juliane Daiane da Silva Montanher Universidade Estadual de Maringá (UEM), Maringá, Paraná, Brasil, juliane.daiane@gmail.com https://orcid.org/0000-0002-5840-9285

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v46i2.68514

Resumo

O artigo advém de um recorte de pesquisa de Mestrado que tem como questão-problema: Quais as experiências das crianças migrantes haitianas sobre suas vidas pregressas em seu país de origem? O objetivo incide em analisar os relatos de crianças migrantes haitianas sobre suas vidas pregressas em seu país de origem. Os dados foram constituídos a partir de Oficinas Lúdicas realizadas em dezenove encontros semanais envolvendo brincadeiras, jogos e roda de conversa. Os resultados revelaram que as crianças migrantes haitianas apresentam sentimentos ambivalentes em relação ao país de origem, pois disseram sentir alegria de brincar na rua do Haiti, mas apontam receio da violência vivida no país. Apresentaram nas vivências as brincadeiras de meninos e meninas (divisão por gênero) e a escola para elas está relacionada à violência física e moral. Concluímos que as experiências das crianças migrantes haitianas sobre o país natal são similares à bibliografia do Haiti como exemplo de contrastes. 

PALAVRAS-CHAVE: Educação. Haiti. Crianças. Migrantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliane Daiane da Silva Montanher, Universidade Estadual de Maringá (UEM), Maringá, Paraná, Brasil, juliane.daiane@gmail.com

Mestranda na Universidade Estadual de Maringá, Maringá, Paraná, Brasil.

Downloads

Publicado

31-08-2021

Como Citar

Montanher, J. D. da S. . (2021). UM ESTUDO DE CASO NO MUNÍCIPIO DE MARINGÁ-PR: AS CRIANÇAS HAITIANAS E SUAS EXPERIÊNCIAS PREGRESSAS EM SEU PAÍS DE ORIGEM. Revista Inter Ação, 46(2), 746–761. https://doi.org/10.5216/ia.v46i2.68514