OS USOS DA COMPETÊNCIA LINGUÍSTICA ENTRE IMIGRANTES ALEMÃES DURANTE O ESTADO NOVO EM CURITIBA: UMA ANÁLISE MIGRATÓRIA À LUZ DOS CONCEITOS DE BOURDIEU

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v46i2.68480

Resumo

Este artigo é resultado de uma reflexão sobre os usos da língua materna entre imigrantes alemães e de seu capital linguístico durante a nacionalização das escolas étnicas no período do Estado Novo. O artigo procura estabelecer entendimentos sobre a relação das escolas como instituições fundamentais das colônias imigrantes com as práticas culturais na Alemanha, e como a obrigatoriedade do uso do português dentro e fora dos espaços escolares gerou um processo de luta, disputas e resistência, encerrada na mobilização da língua enquanto recurso estratégico. Para análise do uso estratégico da língua na imigração alemã, lançamos mão do aparato conceitual de Pierre Bourdieu (1996), assim como de entrevistas semiestruturadas realizadas com quatro imigrantes e descendentes alemães, permitindo compreender como a linguagem é determinante da construção do mundo social e nas relações de poder.

PALAVRAS-CHAVE: Imigrantes Alemães. Escolas Étnicas. Nacionalização da Língua. Capital Linguístico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Talita Cristine Rugeri, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba, Paraná, Brasil, talitarugeri@gmail.com

Doutoranda em sociologia pelo Programa de Pós-graduação em Sociologia pela Universidade Federal do Paraná. Mestre (2014) em educação e graduada (2012) em licenciatura em Sociologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Atualmente compõe a comissão executiva da Revista Sociologias Plurais (UFPR) e é integrante do grupo de pesquisa em Educação e Bioética (PUCPR). Foi professora visitante na Pontifícia Universidade Católica do Paraná de 2016 a 2019 e do programa PARFOR pela Universidade Federal do Paraná em 2013.

Pedro Francisco Marchioro, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba, Paraná, Brasil, pedro-marchioro@live.com

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Pelotas e Mestrado em Sociologia também pela UFPel. Doutorando em Sociologia pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Foi doutorando em sociologia pela Université Sorbonne Nouvelle - Paris 3, e pesquisador pelo Institut des hautes études de l'Amérique latine (IHEAL), em Paris. Entre as suas pesquisas destacam-se as áreas da Sociologia do Trabalho, das Imigrações e Identidades. É membro do Núcleo de Estudos do Polo Naval e do Grupo de Pesquisas sobre os Haitianos no Paraná.

Downloads

Publicado

31-08-2021

Como Citar

Rugeri, T. C., & Marchioro, P. F. . (2021). OS USOS DA COMPETÊNCIA LINGUÍSTICA ENTRE IMIGRANTES ALEMÃES DURANTE O ESTADO NOVO EM CURITIBA: UMA ANÁLISE MIGRATÓRIA À LUZ DOS CONCEITOS DE BOURDIEU. Revista Inter Ação, 46(2), 523–539. https://doi.org/10.5216/ia.v46i2.68480