GESTÃO PARTICIPATIVA DA EDUCAÇÃO: POLÍTICA NEOLIBERAL OU AUTONOMIA ADMINISTRATIVA?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v45i1.61428

Resumo

Este estudo é parte de um projeto onde discutimos o perfil dos gestores de escolas públicas do oeste do Paraná. Objetivamos apresentar e debater os encaminhamentos de gestão participativa desenvolvida nas políticas educacionais do Estado do Paraná. A pesquisa de cunho qualitativo pautado em revisão bibliográfica e análise de dados oriundo dos questionários contextuais da Prova Brasil respondidos pelos gestores de escolas estaduais. Como resultados temos apontamentos quanto a redução do papel do Estado na educação, descentralizando parte da gestão financeira das escolas mantendo a centralidade no controle dos processos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Valdecir Soligo, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Doutor em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS); Mestre em Educação pela Universidade de Passo Fundo (UPF). Graduado em História e Pedagogia. Professor Titular do Programa de Pós Graduação  em Educação da Universidade Estadual do Oeste Paraná (UNIOESTE) Campus de Cascavel e Professor Adjunto do Curso de Pedagoia UNIOESTE Campus de Cascave, Pr.

Marinez Gasparin Soligo, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Mestre em Educação pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Graduada em Pedagogia e História (licenciatura). Professora da Rede Municipal de Educação.

Adrian Alvarez Estrada, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo (2004). Atualmente é Professor da Universidade Estadual do Oeste do Paraná, onde é docente do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Colegiado de Pedagogia.

Downloads

Publicado

2020-05-15

Como Citar

SOLIGO, V.; SOLIGO, M. G.; ESTRADA, A. A. GESTÃO PARTICIPATIVA DA EDUCAÇÃO: POLÍTICA NEOLIBERAL OU AUTONOMIA ADMINISTRATIVA?. Revista Inter Ação, Goiânia, v. 45, n. 1, p. 169–185, 2020. DOI: 10.5216/ia.v45i1.61428. Disponível em: https://revistas.ufg.br/interacao/article/view/61428. Acesso em: 29 nov. 2022.