O IMPACTO DO PENSAMENTO NEOLIBERAL SOBRE A “NOVA” REFORMA DO ENSINO MÉDIO- LEI N.º 13.415/2017: A EDUCAÇÃO PÚBLICA EM RISCO

Autores

  • Dayanna Pereira Santos UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIAS
  • Edson Silva Carvalho IFG/PROFEPT

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v45i1.61088

Resumo

Este artigo discute a questão da Reforma do Ensino Médio sob a influência do pensamento neoliberal na educação, colocando em evidência os seus dilemas e impasses. Objetiva-se, assim, analisar as relações entre o neoliberalismo e as políticas públicas na área de educação após promulgação da “nova[1]” reforma do ensino médio por meio da Lei n.º 13.415, sancionada em 16 de fevereiro de 2017. Considerando esse contexto, as reflexões apresentadas buscam problematizar a hierarquização e flexibilização curricular, a ênfase no ensino de competências e seu caráter mercadológico. Em contraposição, ressalta-se o papel social dos Institutos Federais de Educação em prol da defesa de um ensino médio que proporcione uma formação integrada, politécnica e que toma o trabalho como um princípio educativo.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edson Silva Carvalho, IFG/PROFEPT

Mestrado em Educação Profissional e Tecnológica pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo. Possui graduação em Matemática  (2013) e graduação em Administração pela Universidade Paulista. Atualmente é Técnico em Assuntos Educacioanais  do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás.

Downloads

Publicado

2020-05-15

Como Citar

SANTOS, D. P.; CARVALHO, E. S. O IMPACTO DO PENSAMENTO NEOLIBERAL SOBRE A “NOVA” REFORMA DO ENSINO MÉDIO- LEI N.º 13.415/2017: A EDUCAÇÃO PÚBLICA EM RISCO. Revista Inter Ação, Goiânia, v. 45, n. 1, p. 134–150, 2020. DOI: 10.5216/ia.v45i1.61088. Disponível em: https://revistas.ufg.br/interacao/article/view/61088. Acesso em: 26 set. 2022.