A EDUCAÇÃO AMBIENTAL COMO PROPOSTA DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES REFLEXIVOS: DAS PRÁTICAS CONTEXTUALIZADAS À PERSPECTIVA EMANCIPATÓRIA RUMO À AMBIENTALIZAÇÃO NO ENSINO DE CIÊNCIAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v41i3.41884

Palavras-chave:

Educação Ambiental. Aprendizagem. Ambientalização. Prática Pedagógica. Ensino de Ciências.

Resumo

A Educação Ambiental tem contribuído sobremaneira para o estabelecimento de uma aprendizagem significativa que busca inserir, nas práticas pedagógicas tradicionais, uma perspectiva dialética na construção do conhecimento. No intuito de fornecer significância à aprendizagem, muitos educadores defendem a necessidade da construção de uma nova metodologia de abordagem didática. Nesse sentido, argumentamos sobre a utilização de duas abordagens pedagógicas conjuntas na sua prática: a Contextualização dos conteúdos e a Interdisciplinaridade, como estímulo aos docentes para adotar práticas diferenciadas. Outro benefício dessa prática conjunta seria o de proporcionar aos estudantes uma aprendizagem significativa, dotada de crítica, reflexividade e empoderamento, numa perspectiva emancipatória voltada para a Sustentabilidade, no processo chamado de Ambientalização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Luciana da Silva Nóbrega, Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF)

Doutoranda em Desenvolvimento Sustentável pelo CDS/UNB (Centro de Desenvolvimento Sustentável/Universidade de Brasília). Bolsista de formação de Doutorado da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Edital FAPEPI Nº 006/2013). Professora Assistente II e Pesquisadora da Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF, Colegiado de Ciências da Natureza - CCINAT, Campus Serra da Capivara (PI). Líder do Núcleo de Estudos em Sustentabilidade e Ambientalização - NESA/UNIVASF. Colaboradora da Rede de Educação do Semiárido Brasileiro - RESAB (desde 2006). E-mail: luciana.nobrega@univasf.edu.br

Maria das Graças Cleophas, Universidade Federal da Integração Latino-Americana

Maria das Graças Cleophas, é Doutora em Ensino das Ciências pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e professora Adjunta do Instituto Latino-Americano da Ciências da Vida e da Natureza (ILACVN) da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), Foz do Iguaçu - PR. Coordena o Núcleo de Desenvolvimento de Pesquisas em Ensino de Química (NuDPEQ). E-mail: maria.porto@unila.edu.br 

Downloads

Publicado

2016-12-19

Como Citar

DA SILVA NÓBREGA, M. L.; CLEOPHAS, M. das G. A EDUCAÇÃO AMBIENTAL COMO PROPOSTA DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES REFLEXIVOS: DAS PRÁTICAS CONTEXTUALIZADAS À PERSPECTIVA EMANCIPATÓRIA RUMO À AMBIENTALIZAÇÃO NO ENSINO DE CIÊNCIAS. Revista Inter-Ação, Goiânia, v. 41, n. 3, p. 605–628, 2016. DOI: 10.5216/ia.v41i3.41884. Disponível em: https://revistas.ufg.br/interacao/article/view/41884. Acesso em: 22 jul. 2024.

Edição

Seção

Ensino de ciências naturais e de matemática

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.