E SE FREUD VISITASSE NOSSAS CRECHES: COMPASSOS E DESCOMPASSOS ENTRE CRIANÇAS E ADULTOS

Autores

  • Cláudia Aparecida de Oliveira Leite Espaço de Psicanálise Parlêtre, Divinópolis

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v37i1.18870

Resumo

Freud afirma que não precisaria ter escrito os Três ensaios sobre a teoria da sexualidade se os homens soubessem aprender através da observação direta das crianças. Para a Psicanálise, há um laço indissociável entre saber e subjetividade, pois a relação com o outro é fundamental para a construção de um saber. Consideramos que o encontro entre o adulto e a criança carrega em seu bojo a marca do descompasso de saber. Dessa maneira, destacamos, neste trabalho, que esse descompasso promove as vias do não saber, situando um movimento de aprender que se situa na experiência da criança e também na vivência do adulto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-06-08

Como Citar

LEITE, C. A. de O. E SE FREUD VISITASSE NOSSAS CRECHES: COMPASSOS E DESCOMPASSOS ENTRE CRIANÇAS E ADULTOS. Revista Inter Ação, Goiânia, v. 37, n. 1, p. 85–90, 2012. DOI: 10.5216/ia.v37i1.18870. Disponível em: https://revistas.ufg.br/interacao/article/view/18870. Acesso em: 27 nov. 2022.