A presença dos museus da imagem e do som na web

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ci.v26.74576

Palavras-chave:

Museus da Imagem e do Som, Patrimônio audiovisual, Gestão de acervos digitais, Websites, Redes Sociais

Resumo

Este artigo objetiva compreender como os Museus da Imagem e do Som (MISes) estão implementando e gerindo a sua presença na Web, destacando as ações de difusão dos acervos audiovisuais digitais. Empreendemos reflexões sobre memória e o patrimônio audiovisual brasileiro, bem como o impacto que a revolução digital provocou nos museus com esta tipologia. Dentro deste cenário, objetivamos identificar a relação dos MISes com os ambientes on-line, avaliando a difusão dos acervos digitalizados e nativo digitais por meio de plataformas próprias, como websites, ou comerciais, como as redes sociais. Os recursos metodológicos foram a revisão bibliográfica, coleta ativa de dados e questionários on-line. Os resultados apontam para usos menos estruturados de divulgação deste acervo, concentrando-se mais em redes sociais e menos em recursos cuja recuperação da informação seja mais profissional e efetiva, como os repositórios digitais. As ações on-line foram diversificadas, indo desde web rádio a tour virtuais. Esperamos que este trabalho possa servir de subsídio decisório e de inspiração para os profissionais do campo museal, tanto por meio das lacunas que identifica, quanto pelas boas práticas que destaca na gestão e na preservação do nosso precioso patrimônio audiovisual brasileiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Cecília Rocha Veiga, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, professora@anacecilia.digital

Graduação em Arquitetura e Urbanismo (EA/UFMG, 2001) e doutorado em Arte e Tecnologia da Imagem pela Escola de Belas Artes da UFMG (2012), com tese publicada no livro Gestão de projetos de museus e exposições (C/Arte, FAPEMIG, 2013). Professora adjunta da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Departamento de Teoria e Gestão da Informação da Escola de Ciência da Informação. Tem experiência, projetos e pesquisas em: gestão e museus, museus e informática, museu virtual, ilustração científica. Coordenadora do grupo de pesquisa GRAFT, registrado no CNPq, e de seu laboratório virtual: o LavGRAFT.

Isac Daniel Santana, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, isacdanielsantana@gmail.com

Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG.

Referências

BARROS, Chalini. Distribuição de conteúdo audiovisual: configurações de fronteiras em escala mundial. Comunicação & Informação, v.11, n. 2, p.197-207, 2008.

BUARQUE, Marco Dreer. Estratégias de preservação de longo prazo em acervos sonoros e audiovisuais. In: ENCONTRO NACIONAL DE HISTÓRIA ORAL, 9., 2008; São Leopoldo. Anais... [...] Rio de Janeiro: Associação Brasileira de História Oral; São Leopoldo, 2008, p.9.

CARVALHO, Alexandre Sonego de. História, arte, cinema e educação! Museu polimorfo e futuro possível para os Museus da Imagem e do Som: o caso do MIS de Campinas. 2021. Tese (Educação, Arte e História da Cultura) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2021.

CESCHIN, Luciana. Acervos digitais, memória e patrimônio: discursos, técnicas e tecnologias no processo de musealização do Acervo Bar ocidente em Porto Alegre/RS. 2015. Dissertação (Programa de pós-graduação em tecnologia) - Universidade Tecnológica Federal do Pará, Curitiba, 2015.

CETIC.BR. TIC Cultura. Disponível em: https://www.cetic.br/pesquisa/cultura/ Acesso em: 08 mar. 2023.

DIGITAL 2022. Digital 2022 July Global Statshot Report v02. 2022. Disponível em: https://www.slideshare.net/DataReportal/digital-2022-july-global-statshot-report-jul-2022-v02. Acesso em: 18 ago. 2022.

HOLLÓS, Adriana Cox; PATERNOT, Vivian Fava. Futuro da memória digital audiovisual. Revista Eletrônica da ABDF, Brasília, v. 4, n. Especial, p. 270-286, 2020.

HUYSEN, Andreas. Seduzidos pela memória. Rio de Janeiro: Aeroplano, 2000.

ICOM. Disponível em: https://icom.museum/en/ Acesso em: 08 mar. 2023.

IBGE. Produto Interno Bruto – PIB. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/explica/pib.php Acesso em: 08 mar. 2023.

IBRAM. Acervos digitais nos museus: manual para realização de projetos. Brasília, DF: Instituto Brasileiro de Museus, 2020.

IBRAM. Portaria Ibram nº 215 de 4 de março de 2021. Dispor sobre a instituição da plataforma Museusbr como sistema nacional de identificação de museus e plataforma para mapeamento colaborativo, gestão e compartilhamento de informações sobre os museus brasileiros. Brasília: Presidência do Instituto Brasileiro de Museus, 2021.

INTERNET ARCHIVE. Disponível em: https://archive.org/ Acesso em: 08 mar. 2023.

MARÇAL, Carolina Schwaab; MANGAN, Patrícia Kayser Vargas. Gestão de acervos museológicos no contexto da cibercultura. Revista Confluências Culturais, Joinville, v.8, n. 3, p.12, 2019.

MENDONÇA, Tânia Mara Quinta Aguiar de Mendonça. Museu da Imagem e do Som: O desafio do processo de musealização dos acervos audiovisuais no brasil. 2012. Tese (Doutorado em Museologia) - Departamento de Museologia, Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, Lisboa, 2012.

MELLO, Janaina Cardoso de et al. A Museologia na web: sistema de informação sobre patrimônio cultural na era digital. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 20, p.171-188, 2015.

MIS-BH. Museu da Imagem e do Som de Belo Horizonte. Disponível em: https://www.mis-sp.org.br. Acesso em: 08 nov. 2022.

MIS-RJ. Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro. Disponível em: http://www.mis.rj.gov.br Acesso em: 08 nov. 2022.

MIS-PR. Museu da Imagem e do Som de Paraná. Disponível em: https://www.mis.pr.gov.br. Acesso em: 08 nov. 2022.

MIS-SP. Museu da Imagem e do Som de São Paulo. Disponível em: https://www.mis-sp.org.br. Acesso em: 08 mar. 2023.

MUSEUSBR. Disponível em: http://museus.cultura.gov.br/ Acesso em: 08 mar. 2023.

SANTOS, Myrian Sepúlveda dos. Museus brasileiros e política cultural. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 19, p. 53-72, 2004.

SANTANA, Isac Daniel. MA Os Museus da Imagem e do Som e sua Presença na Web. 2022. Mestrado (Ciência da Informação) - Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2022.

TAINACAN. Disponível em: http://tainacan.org/ Acesso em: 08 mar. 2023.

UNESCO, Recomendação sobre a salvaguarda da cultura tradicional e popular, 1989.

UNESCO. Charter on the Preservation of the Digital Heritage. Paris, 2003. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000179529.page=2 Acesso em: 08 mar. 2023.

WORDPRESS. Disponível em: https://br.wordpress.org/ Acesso em: 08 mar. 2023.

Downloads

Publicado

2023-06-28

Como Citar

VEIGA, A. C. R.; SANTANA, I. D. A presença dos museus da imagem e do som na web. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 26, p. 187–212, 2023. DOI: 10.5216/ci.v26.74576. Disponível em: https://revistas.ufg.br/ci/article/view/74576. Acesso em: 26 maio. 2024.