Estética publicitária & linguagem cinematográfica: uma análise imagética e pós-moderna de Cidade de Deus

Autores

  • Layo Fernando Barros de Carvalho Universidade Federal de Goiás (UFG)

DOI:

https://doi.org/10.5216/c&i.v5i1/2.24174

Palavras-chave:

Cinema. Estética. Publicidade. pós- modernidade. técnica e imagem.cinema.

Resumo

 

De um lado, as definições estéticas de Lévi-Strauss na análise do objeto artístico; do outro, a pós-modernidade cultural mudando a arte contemporânea. Nos dias atuais, a chamada estética publicitária lançando de um novo olhar sobre a imagem da sétima arte. Tendo o filme Cidade de Deus como centro de análise, este estudo busca refletir sobre essa nova realidade imagética que se instaura no cinema pós-moderno; sua concepção e atuação na linguagem cinematográfica e as reações que tem causado. O artigo irá trabalhar a concepção do cinema pós-moder-no, refletindo o homem contemporâneo. A sua afinidade em relação ao filme (tanto no momento de criação como de recepção).

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Layo Fernando Barros de Carvalho, Universidade Federal de Goiás (UFG)

Publicitário graduado pelo curso de Publicidade e Propaganda da UFG, docente substituto de Comunicação Visual e Marketing da Faculdade de Design de Moda (FAV - UFG).

Downloads

Publicado

2013-05-13

Como Citar

CARVALHO, L. F. B. de. Estética publicitária & linguagem cinematográfica: uma análise imagética e pós-moderna de Cidade de Deus. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 5, n. 1/2, p. 95–116, 2013. DOI: 10.5216/c&i.v5i1/2.24174. Disponível em: https://revistas.ufg.br/ci/article/view/24174. Acesso em: 23 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos