ESTIMATIVA DO VOLUME DE FLUIDO EPITELIAL PULMONAR RECUPERADO NO LAVADO BRONCOALVEOLAR NO EQUINO

Autores

  • Katia Moreira Silva Universidade Federal Fluminense
  • Carlos Frederico Marques Guimarães Universidade Federal Fluminense
  • Lara Medeiros Blasquez Olmedo Universidade Federal Fluminense
  • Estevão Grossi Aguiar Silva Exército Brasileiro
  • Nayro Xavier Alencar Universidade Federal Fluminense
  • Daniel Augusto Barroso Lessa Universidade Federal Fluminense

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v11i3.5137

Palavras-chave:

equinos, fluido epitelial pulmonar, lavado broncoalveolar

Resumo

O lavado broncoalveolar (LBA) é uma técnica que permite coletar o fluido epitelial pulmonar (FEP) e avaliar a integridade do trato respiratório posterior. A instilação de solução isotônica para a sua realização resulta numa diluição significativa do FEP. A ureia é comumente utilizada como marcador de diluição, em virtude do seu livre trânsito pelas membranas biológicas. Contudo, a metodologia previamente estabelecida que faz uso dela é de difícil reprodução, principalmente pela utilização de reagentes e equipamentos de difícil obtenção. O objetivo deste trabalho foi descrever uma metodologia para este cálculo utilizando um kit comercial de determinação de ureia (ureia UV LabTest®). Foram obtidas amostras pareadas de sangue e de lavado broncoalveolar de dezoito equinos adultos. A partir de concentrações conhecidas de ureia no LBA de equinos, foi estabelecida uma equação de regressão linear e sua curva-padrão, utilizadas para cálculo das concentrações nas amostras de LBA. O volume estimado de FEP teve média de 0,52±0,12mL. O percentual médio obtido de FEP em relação ao volume recuperado de LBA foi de 0,39±0,08%. Estes resultados estão compatíveis com os descritos, provando que a metodologia desenvolvida permitiu obter resultados confiáveis, podendo ser empregada para estimar o volume de FEP e, consequentemente, calcular a concentração ou atividade de componentes desejados.

PALAVRAS-CHAVES: Equinos, fluido epitelial pulmonar, lavado broncoalveolar, ureia.
 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Katia Moreira Silva, Universidade Federal Fluminense

Médica veterinaria, mestranda do programa de pós graduação em clinica e reprodução da universidade federal fluminense, atuando principalmente na área de patologia clínica veterinaria e clinica de equinos, com enfase no aparelho respiratório

Carlos Frederico Marques Guimarães, Universidade Federal Fluminense

Químico, MSc, Departamento de Controle Químico de POA – Universidade Federal Fluminense

Lara Medeiros Blasquez Olmedo, Universidade Federal Fluminense

Médica Veterinária – Universidade Federal Fluminense

Estevão Grossi Aguiar Silva, Exército Brasileiro

Médico Veterinário, MSc, Exército Brasileiro.

Nayro Xavier Alencar, Universidade Federal Fluminense

Médico Veterinário, MSC, Dr.. Prof. Adjunto III – Patologia Clínica Veterinária – Universidade Federal Fluminense

Daniel Augusto Barroso Lessa, Universidade Federal Fluminense

Médico Veterinario, MSc. Dr. Prof. Adjunto III, Cínica Médica de Grandes Animais, UNiversidade Federal Fluminense

Downloads

Publicado

2010-10-01

Como Citar

SILVA, K. M.; GUIMARÃES, C. F. M.; OLMEDO, L. M. B.; SILVA, E. G. A.; ALENCAR, N. X.; LESSA, D. A. B. ESTIMATIVA DO VOLUME DE FLUIDO EPITELIAL PULMONAR RECUPERADO NO LAVADO BRONCOALVEOLAR NO EQUINO. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 11, n. 3, p. 576–581, 2010. DOI: 10.5216/cab.v11i3.5137. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/5137. Acesso em: 13 jul. 2024.

Edição

Seção

Medicina Veterinária