NÍVEIS DE SAL COMUM EM RAÇÕES DE CODORNAS JAPONESAS (Coturnix coturnix japonica) EM FINAL DE PRODUÇÃO

Autores

  • Carla Cachoni Pizzolante,
  • Érika Salgado Politi Braga Saldanha
  • Edivaldo Antonio Garcia
  • Antonio de Pádua Deodato
  • Hirasilva e Borba Alves d Souza
  • Aline Mary Scatolini
  • Marcel Manente Boiago
  • Michele de Castro
  • Taisa Saccardo
  • Francisco Eduardo Dias

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v7i2.402

Resumo

Objetivou-se determinar o melhor nível de adição de sal, visando otimizar a produção e qualidade dos ovos de codornas em período final de produção. Utilizaram-se 192 codornas japonesas, em produção, com 54 semanas de idade no início do experimento, em um delineamento inteiramente ao acaso, com quatro tratamentos e quatro repetições. As rações isoprotéicas e isocalóricas foram balanceadas com a adição de 0,15%, 0,25%, 0,35% e 0,45% de sal comum de modo a fornecer 0,10%; 0,14%; 0,18% e 0,22% de sódio na ração. Analisaram-se os dados utilizando o procedimento GLM do SAS (1999) e para diferenciar as médias,quando necessário, foi utilizado o teste de Tukey a 5% de significância. Não se constataram diferenças estatísticas (P>0,05) para peso médio dos ovos (g), percentagem de postura (%), massa de ovos (g/ave/dia), consumo de ração (g), conversão alimentar por dúzia, gravidade específica, índice gema, unidades Haugh, espessura da casca e percentagem de casca, mas houve efeito (P<0,05) de tratamento sobre a conversão alimentar por quilograma de ovos produzidos, sendo que as aves alimentadas com 0,45% de sal ou 0,22% de sódio apresentaram os piores resultados. Concluiu-se que o nível 0,15% de sal utilizado, correspondente a 0,10% de sódio na dieta, foi suficiente para atender às exigências nutricionais de codornas japonesas em final de produção. PALAVRAS-CHAVE: Codornas, produção de ovos, qualidade de ovos, sal, sódio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-10-31

Como Citar

PIZZOLANTE, C. C.; SALDANHA, Érika S. P. B.; GARCIA, E. A.; DEODATO, A. de P.; SOUZA, H. e B. A. d; SCATOLINI, A. M.; BOIAGO, M. M.; CASTRO, M. de; SACCARDO, T.; DIAS, F. E. NÍVEIS DE SAL COMUM EM RAÇÕES DE CODORNAS JAPONESAS (Coturnix coturnix japonica) EM FINAL DE PRODUÇÃO. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 7, n. 2, p. 123–130, 2006. DOI: 10.5216/cab.v7i2.402. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/402. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Produção Animal