A educação da criança do campo em uma perspectiva sócio-histórico-dialética: um diálogo sobre direitos e intercruzamentos entre o campo e a cidade

Autores

  • Ivone Garcia Barbosa Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil, ivonegbarbosa.ufg@gmail.com
  • Ester Alves Lopes Mendes Centro Universitário Araguaia (UniAraguaia), Goiânia, Goiás, Brasil, esteralmendes@gmail.com
  • Fernanda Alves de Oliveira Professora na Rede Municipal de Goiânia (SME GO), Goiânia, Goiás, Brasil, fernanda.alves@ifg.edu.br

DOI:

https://doi.org/10.5216/rp.v33i1.74598

Resumo

Este artigo tem como temática central a Educação Infantil da criança do Campo em uma perspectiva sócio histórico dialética, considerando-se neste debate o levantamento e análise de um conjunto de produções teórico empíricas que tratam da Educação do Campo e da Educação Infantil realizadas em vários contextos brasileiros. A
Educação Infantil do Campo, portanto, constitui-se como pauta educacional e historicamente tem sido
potencializada pela interlocução entre militantes e pesquisadores, cujo conceito de campo abrange vários aspectos
da vida sociocultural de seus habitantes. Nossas análises têm anunciado que apesar dos avanços significativos em
relação a essa área de estudo, o direito à educação das crianças do campo encontra-se fragilizado no que se refere
à implementação de políticas públicas educacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivone Garcia Barbosa, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil, ivonegbarbosa.ufg@gmail.com

Doutora em Educação (USP). Pós-doutora em Estudos da Criança pelo Centro de Investigação em Estudos da Criança (CIEC) da UMINHO. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás. Coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas da Infância e sua Educação em Diferentes Contextos (NEPIEC FE UFG). E-mail: ivonegbarbosa.ufg@gmail.com.

Ester Alves Lopes Mendes, Centro Universitário Araguaia (UniAraguaia), Goiânia, Goiás, Brasil, esteralmendes@gmail.com

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação (PPGE FE), Mestre em Educação (PPGE FE UFG). Professora adjunta do Curso de Pedagogia do Centro Universitário Araguaia (UniAraguaia). Professora na Rede Municipal de Goiânia (SME GO). Pesquisadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas da Infância e sua Educação em Diferentes Contextos (NEPIEC FE UFG). E-mail: esteralmendes@gmail.com.

Fernanda Alves de Oliveira, Professora na Rede Municipal de Goiânia (SME GO), Goiânia, Goiás, Brasil, fernanda.alves@ifg.edu.br

Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Educação da Faculdade de Educação da UFG, Mestre em Direitos Humanos pela Universidade Federal de Goiás. Pedagoga da Pró-Reitoria de Ensino do Instituto Federal de Goiás. Professora na Rede Municipal de Goiânia (SME GO). Pesquisadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas da Infância e sua Educação em Diferentes Contextos (NEPIEC FE UFG). E-mail: fernanda.alves@ifg.edu.br.

Downloads

Publicado

2022-11-23

Como Citar

BARBOSA, I. G.; MENDES, E. A. L.; ALVES DE OLIVEIRA, F. A educação da criança do campo em uma perspectiva sócio-histórico-dialética: um diálogo sobre direitos e intercruzamentos entre o campo e a cidade. Revista Polyphonía, Goiânia, v. 33, n. 1, p. 124–141, 2022. DOI: 10.5216/rp.v33i1.74598. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sv/article/view/74598. Acesso em: 28 jan. 2023.

Edição

Seção

Dossiê Políticas públicas: propostas formativas, metodologias e avaliação