Mobile learning e o uso de apps como proposta para o ensino de Ciências

Autores

  • Pâmella Dutra Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Cerro Largo, Rio Grande do Sul, Brasil, pamidutra27@gmail.com
  • Paula Vanessa Bervian Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Cerro Largo, Rio Grande do Sul, Brasil, paula.bervian@uffs.edu.br
  • Roque Ismael da Costa Güllich Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Cerro Largo, Rio Grande do Sul, Brasil, bioroque.girua@gmail.com

DOI:

https://doi.org/10.5216/rp.v31i2.67099

Resumo

Este artigo apresenta reflexões sobre a mobile learning e o uso de apps para a elaboração de estratégias de ensino para os professores de Ciências. Temos como intuito publicizar a análise desenvolvida de apps, gratuitos e em língua portuguesa, que podem ser utilizados nas aulas de Ciências e Biologia da Educação Básica. Realizamos um levantamento na loja de apps da Google Play Store®, com a palavra-chave: “Biologia”. Após a identificação e análise, encontramos 42 apps potenciais para o Ensino de Ciências em contexto escolar. Estes foram categorizados de acordo com a tipologia (vídeo ou animação, simulador, conjunto de exercícios, material de consulta de informações, livro ou outro); nível de ensino (Ensino Fundamental anos iniciais ou anos finais e Ensino Médio); temática e conteúdos. Os apps abordam as seguintes temáticas e conteúdos: Anatomia e Fisiologia Humana (Sistema Nervoso, Sistema Digestório, Sistema Circulatório, Sistema Locomotor, Sistema Respiratório); Biologia Celular (Célula Procarionte, Eucarionte, Vegetal, Animal e Bacteriana) e Taxonomia dos Seres Vivos. Visamos a contribuir para o desenvolvimento de novas experiências educativas e formativas, pois compreendemos que pelo uso de novas estratégias de ensino, com base nas tecnologias digitais, nos processos de ensino e aprendizagem, o professor também se constitui e (re)significa sua docência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-12-17

Como Citar

DUTRA, P.; BERVIAN, P. V.; DA COSTA GÜLLICH, R. I. Mobile learning e o uso de apps como proposta para o ensino de Ciências. Revista Polyphonía, Goiânia, v. 31, n. 2, p. 121–136, 2020. DOI: 10.5216/rp.v31i2.67099. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sv/article/view/67099. Acesso em: 4 jul. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Tecnologias Digitais na Educação Básica