TECNOLOGIAS DE MAPEAMENTO E RECURSOS DE MULTIMÍDIA APLICADOS AO 7º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL: A CONSTRUÇÃO DE UM OLHAR GEOGRÁFICO SOBRE O MEIO AMBIENTE LOCAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/signos.v4.71503

Palavras-chave:

percepção socioambiental, geotecnologias, Cartografia Escolar, Percepção socioambiental, Geotecnologias, Cartografia Escolar, Educação Geográfica

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar a utilização de recursos de multimídia e a plataforma de mapeamento ArcGIS online enquanto metodologias de ensino para o estudo do meio ambiente local. A apropriação de recursos multimídia junto às geotecnologias no ensino de Cartografia tem sido um desafio para os professores de Geografia na educação básica, pois torna-se urgente compreender novos caminhos para mediar a construção do olhar geográfico do estudante. A metodologia adotada neste estudo foi a pesquisa-ação, na qual o professor-pesquisador e os estudantes se envolveram ativamente em busca da solução para um problema: a degradação socioambiental do Rio Alcântara localizado no município de São Gonçalo/RJ. As atividades cartográficas apresentadas foram desenvolvidas em duas turmas do 7º ano do Ensino Fundamental, na Escola Municipal Raul Veiga. Os resultados da pesquisa mostram que a apropriação das tecnologias de mapeamento na Educação Ambiental desperta o interesse dos estudantes pelo local onde vivem e os tornam sujeitos ativos na construção do conhecimento geográfico.

Biografia do Autor

Iomara Barros de Sousa, Universidade Federal Fluminense (UFF), Niterói, Rio de Janeiro, Brasil, iomara_sousa@id.uff.br

Licenciada (2007) e bacharel (2010) em Geografia pela Universidade Federal Fluminense. Especialista em Educação Básica modalidade no ensino de Geografia pela Faculdade de Formação de Professores (FFP)/Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2009). Mestre em Geografia (2014) pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Doutora em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP/ Rio Claro/SP (2018). Foi professora do ensino básico concursada na disciplina de Geografia entre 2008 e 2020 na rede estadual do Rio de Janeiro e nas redes municipais de Itaboraí e Macaé/RJ. Têm experiências em Ensino de Geografia, Estágio Supervisionado, Cartografia Escolar e em Geotecnologias aplicadas ao ensino de Cartografia na Educação Básica e no Ensino Superior. É membro do Conselho Científico da Olimpíada Brasileira de Cartografia (OBRAC). Atualmente é Professora Adjunta no Departamento de Geografia e Políticas Públicas do Instituto de Educação de Angra dos Reis da Universidade Federal Fluminense onde atua no curso de licenciatura em Geografia.

Endereço profissional: Rua Miguel de Frias, 9, Niterói, RJ, CEP: 24220-900.

E-mail: iomara_sousa@id.uff.br

André Reyes Novaes, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil, andrereyesnovaes@gmail.com

Graduação, mestrado e doutorado em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atualmente é professor do Departamento de Geografia Humana da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Geografia na mesma instituição. Através da obtenção de bolsas de incentivo a pesquisa, o autor já atuou como professor visitante nos Departamentos de Geografia da Royal Holloway University of London e da University of Nottingham. Desde 2016, é membro da comissão de História da Geografia na União Geográfica Internacional, atuando mais especificamente na série Geographers Biobibliographical Studies. Por meio de bolsa do Programa Prociência FAPERJ/UERJ, as pesquisas atuais buscam relacionar ensino, pesquisa e extensão com o enfoque em linhas temáticas correlatas como história da cartografia e exploração do território, imaginação geográfica e imprensa, geopolítica e metodologias visuais.

Endereço profissional: Rua São Francisco Xavier, 524, Maracanã, Rio de Janeiro, RJ, CEP: 20550-013.

E-mail: andrereyesnovaes@gmail.com

Downloads

Publicado

2022-03-29

Edição

Seção

Artigos