Diversidade como cânone: estudos literários em português

Autores

  • Ida Alves Universidade Federal Fluminense (UFF), Niterói, Rio de Janeiro, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.5216/sig.v29i1.44918

Palavras-chave:

Ensino das literaturas de Língua Portuguesa. Cânone. Interculturalidade. BNCC – MEC. Literatura Portuguesa.

Resumo

A partir da divulgação da primeira versão da Base Nacional Comum Curricular, publicada pelo Ministério de Educação (MEC) em setembro de 2015, e sua segunda versão, em abril de 2016, desenvolve-se neste texto reflexão crítica sobre como os estudos literários em português são indicados nesse documento, sua presença e importância no ensino básico e médio brasileiro, com ausência de um projeto realmente amplo e mais efetivo de interculturalidade literária. O tratamento dado, nessa Base, à literatura portuguesa na formação literária plural de jovens leitores brasileiros e a importância da diversidade como cânone na compreensão contemporânea das literaturas de língua portuguesa e seu ensino são temas tratados neste trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-06-13

Como Citar

ALVES, I. Diversidade como cânone: estudos literários em português. Signótica, Goiânia, v. 29, n. 1, p. 112–126, 2017. DOI: 10.5216/sig.v29i1.44918. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sig/article/view/44918. Acesso em: 26 fev. 2024.

Edição

Seção

Seção Temática