Paradigma indiciário: contribuições para a investigação da construção das identidades de futuros professores de línguas

Autores

  • Lívia Márcia Tiba Rádis Baptista Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza, CE

DOI:

https://doi.org/10.5216/sig.v27i2.35551

Palavras-chave:

paradigma indiciário, formação de professores de espanhol, identidades, Linguística Aplicada.

Resumo

Este trabalho trata das contribuições do paradigma indiciário para o estudo das identidades docentes e, particularmente, as dos futuros professores de línguas, com ênfase para os do espanhol. Com essa finalidade, explicitaremos em que consiste esse modelo e como pode contribuir para gerar maior inteligibilidade a  respeito  de  como  futuros  professores  se  envolvem  nos  processos  de construção identitária ao longo de seus percursos formativos. Sendo assim, neste artigo indicaremos algumas contribuições desse paradigma para o exame da problemática em foco, refletindo a respeito do seu potencial como construto metodológico de cunho qualitativo e interpretativista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lívia Márcia Tiba Rádis Baptista, Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza, CE

Professora Associada do Curso de Letras, atua nos cursos de graduação e no Programa de Pós-Graduação em Linguística da UFC. Interesse por formação de professores, ensino e aprendizagem de línguas (espanhol e português), com ênfase em questões de representação, identidades, interuculturalidade e letramento crítico.

Downloads

Publicado

2015-12-22

Como Citar

BAPTISTA, L. M. T. R. Paradigma indiciário: contribuições para a investigação da construção das identidades de futuros professores de línguas. Signótica, Goiânia, v. 27, n. 2, p. 565–582, 2015. DOI: 10.5216/sig.v27i2.35551. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sig/article/view/35551. Acesso em: 16 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigo