Frames cognitivos e interacionais na compreensão de expressões idiomáticas em L2: um estudo de caso

Autores

  • Alessandra Baldo Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, RS

DOI:

https://doi.org/10.5216/sig.v27i2.30973

Palavras-chave:

frames cognitivos, frames interacionais, expressões idiomáticas, ensino-aprendizagem de L2.

Resumo

Este texto apresenta os resultados de uma análise dos processos cognitivos empregados  por  cinco  aprendizes  de  português  como  L2  para  a  inferência de  expressões idiomáticas  (EIs)  a  partir  do  conceito  de  frames  cognitivos e  interacionais  de  Fillmore  (1982)  e  Fillmore  e  Baker  (2010).  A  análise dos dados, coletados através da técnica de protocolos verbais, sugere que o potencial  explanatório  da  teoria  proposta  pelos  autores  é  aplicável  também à compreensão dos processos de atribuição de significado de EIs na língua-alvo, seja através do conceito de frames cognitivos, seja através do conceito de
frames interacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessandra Baldo, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, RS

Professora-adjunta do Centro de Letras e Comunicação, área de língua inglesa e linguística aplicada.

Downloads

Publicado

2015-12-22

Como Citar

BALDO, A. Frames cognitivos e interacionais na compreensão de expressões idiomáticas em L2: um estudo de caso. Signótica, Goiânia, v. 27, n. 2, p. 325–350, 2015. DOI: 10.5216/sig.v27i2.30973. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sig/article/view/30973. Acesso em: 19 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigo