Escola:

espaço de construção da memória e identidade

Autores

  • Sandra Farias de Carvalho Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), Bahia, Santa Maria da Vitória, Brasil, sandra.carvalho@ufob.edu.br
  • Vera Regiane Brescovici Nunes Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), Bahia, Santa Maria da Vitória, Brasil vera.nunes@ufob.edu.br https://orcid.org/0000-0003-2695-0963

DOI:

https://doi.org/10.5216/revufg.v23.76349

Resumo

A escola é um cenário de convivência das múltiplas culturas, na formação de uma identidade própria e na construção de memórias coletivas, por meio dos agentes que vivenciam cotidianamente no ambiente escolar. Desta forma, o presente artigo pretende analisar duas escolas do interior da Bahia para compreender a interferência do poder público municipal no processo de construção da identidade e memória dos sujeitos, a partir do contexto da cultura e da arte. Com a abordagem metodológica da Análise de Documental, destacamos como aspectos conclusivos a interferência do poder público municipal na construção da identidade e na memória, principalmente quando elementos simbólicos são introduzidos no ambiente
escolar como mecanismo de exaltação da cultura local.

Palavras-chave: Arte. Cultura. Escola. Identidade. Memória.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

01-10-2023

Como Citar

FARIAS DE CARVALHO, S.; BRESCOVICI NUNES, V. R. Escola: : espaço de construção da memória e identidade. Revista UFG, Goiânia, v. 23, 2023. DOI: 10.5216/revufg.v23.76349. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revistaufg/article/view/76349. Acesso em: 12 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos