Educação digital - híbrida e onlife

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/revufg.v21.70045

Resumo

A segunda década deste milênio tem desafiado diariamente as relações pessoais, econômicas, políticas, culturais, sociais e educacionais. As inovações estão a cada dia mais presentes na vida das pessoas por meio de diversos recursos, nos ambientes virtuais, nas redes sociais, com a ação dos algoritmos e das nanotecnologias. Esse universo tem ofertado um espaço fértil para estudos referentes às oportunidades de transformação dos ambientes relacionados ao ato de educar. Essa reflexão aprofunda-se em questões envolvendo a educação digital e híbrida e estrutura-se a partir da importância do conceito onlife e do paradigma da comunicação, apoiando o processo de ensino-aprendizagem. Discutem-se os elementos norteadores referentes à construção de uma educação que envolva mudanças nas estratégias didático-pedagógico-tecnológicas. A revisão bibliográfica traz um diálogo entre autores contemporâneos, como BATES (2016), CHRISTENSEN (2013), COSME (2009, 2017), FLORIDI (2015), HORN (2015), MOREIRA (2017, 2020), TRINDADE (2016, 2017), entre outros, que provocam estas pesquisadoras a estudar, entendendo que a necessidade de transformações mais efetivas na educação é capaz de oferecer relevância ao papel das tecnologias no processo de ensino-aprendizagem, tendo como premissa uma maior interação e uma comunicação efetiva como recurso para a construção de um conhecimento amplo e sustentável. Percebe-se também que, para a aplicação de propostas de educação híbrida, se torna fundamental um processo de aculturação de estudantes e educadores que possibilite a mudança de perfil desses agentes, desenvolvendo autonomia, autoestudo, planejamento, proatividade, comprometimento e protagonismo.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Katia Ethiénne Esteves dos Santos, Pontifícia Universidade Católica do Paraná Paraná (PUCPR), Curitiba, Paraná, Brasil, katia.esteves@pucpr.br

Pós doutora em Educação, Doutora em Educação e Mestre em Educação, pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Possui graduação em Pedagogia e em Estudos Sociais e especialização em Tecnologias Educacionais. Atuou como Coordenadora de Ensino - EAD na Universidade Positivo e como Coordenadora Pedagógica na área de Desenvolvimento, EAD e Pesquisa - Positivo Informática Tecnologia Educacional. Educadora há mais de 36 anos, tem experiência na área de Educação Básica, Educação Digital, atuando principalmente nos seguintes temas: formação continuada, formação de professores, educação a distância e educação tecnológica. Membro dos Grupos de Pesquisa - PEFOP - Paradigmas Educacionais e Formação de Professores (PUCPR) e Vozes, empoderamento inclusão e direitos humanos (CNPQ) e do grupo Inovação Acadêmica (CNPQ). Desenvolvedora de materiais de EAD para a UNESCO. Atua como Consultora Educacional da KMK - Consultoria e Treinamento ministrando palestras, Workshop, delineando percursos didáticos de aprendizagem, entre outras atividades. Atua como professora convidada da PUCPR nos cursos de Pós-Graduação. Atua atualmente como Coordenadora de EAD PUCPR. Articulista do Programa Escola Segura - https://www.facebook.com/programaescolaseguraoficial  e do Programa Educação do Futuro - https://educacaodofuturo.com.br/blog/educacao-digital-a-era-da-transformacao

Patricia Lupion Torres, Pontifícia Universidade Católica do Paraná Paraná (PUCPR), Curitiba, Paraná, Brasil, patricia.lupion@pucpr.br

Bolsista PQ2 CNPQ. Possui graduação em Pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (1981), mestrado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (1994) e doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2002). Atualmente é Coordenadora do Programa de Pós Graduação em Educação da pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Professora titular da Pontifícia Universidade Católica do Paraná e Professora permanente do mestrado e doutorado em Educação da PUCPR. Diretora de EAD da Pró-reitoria de Extensão e Comunitária no período de 2005 a 2009. Coordenadora responsável pelo setor de avaliação e pesquisa do Centro de Educação a Distância da PUC-PR no período de 2002 a 2003. Professora da UFSC nos programas de Mestrado em Mídia e Conhecimento no período de 1999 a 2002. Gestora de projetos de utilização de ambientes virtuais de aprendizagem para oferta de disciplinas a distância em cursos superiores. Diretora da área de Educação da PUC-PR no período de 1995 a 1999 e de 2003 a 2005. Membro do conselho diretor da PUCWEB no período de 2003 a 2005. Possui livros e capítulos de livros publicados na República Dominicana, no Peru, na Inglaterra, nos Estados Unidos, na Colômbia, no México, em Portugal, e no Brasil. Tem experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: tecnologias educacionais, educação a distância, formação profissional, formação de professores, educação superior.

Downloads

Publicado

21-12-2021

Como Citar

SANTOS, K. E. E. dos .; TORRES, P. L. Educação digital - híbrida e onlife. Revista UFG, Goiânia, v. 21, n. 27, 2021. DOI: 10.5216/revufg.v21.70045. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revistaufg/article/view/70045. Acesso em: 22 maio. 2024.

Edição

Seção

Dossiê - Cibereducação: Fundamentos, Interfaces e Pedagogias Emergentes