“Cada um no seu quadrado” - Processos artísticos em tempos de isolamento domiciliar

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/revufg.v20.66750

Resumo

Este artigo pretende apresentar um breve panorama das atividades extensionistas desenvolvidas, no contexto da pandemia de Covid-19, pelo Coletivo de Dança Redemoinho: um projeto de extensão da Universidade Federal da Paraíba. Para tanto, desejamos observar os princípios da extensão universitária, problematizar noções relacionadas com os impactos da pandemia na vida em sociedade e analisar práticas artísticas propositivas no combate à contaminação pelo novo coronavírus. Metodologicamente, organizamos o texto em formato de relato crítico-reflexivo buscando estabelecer estudos sobre as ações de extensão como práticas de impacto social. Os resultados demonstraram a importância dos projetos de extensão se relacionarem com situações-problema de alcance social para o fortalecimento das relações estabelecidas entre os saberes desenvolvidos na universidade e o panorama da vida em sociedade.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Victor Hugo Neves de Oliveira, Universidade Federal da Paraíba (UFPB), João Pessoa, Paraíba, Brasil, dolive.victor@gmail.com

Professor do Departamento de Artes Cênicas da Universidade Federal da Paraíba e do Mestrado Profissional em Artes (PROF-Artes/UFPB) onde desenvolve pesquisas sobre a educação das relações étnico-raciais no contexto das Artes da Cena. Doutor em Ciências Sociais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro com estágio doutoral em Antropologia da Dança na Université Paris X. Coordena o Grupo de Pesquisa Cena Preta e o Coletivo de Dança Redemoinho/UFPB.

Andreza Rodrigues Chaves, Universidade Federal da Paraíba (UFPB), João Pessoa, Paraíba, Brasil, andrezarodrigueschaves@gmail.com

Licencianda em Dança pela Universidade Federal da Paraíba. Professora de dança da Escola
Municipal de Artes e de Escolas privadas de ensino formal e não formal de João Pessoa. Integra
como bailarina o Coletivo de Dança Redemoinho, e como coreógrafa e atriz o Grupo Poética
Evocare.

Melquisedec Abrantes Barbosa, Universidade Federal da Paraíba (UFPB), João Pessoa, Paraíba, Brasil, melquabarbosa@gmail.com

Estudante do Curso de Bacharelado em Teatro da Universidade Federal da Paraíba,
onde desenvolve trabalhos de pesquisa voltados para o campo da Performance.
Bolsista CNPq do projeto ANTROPOLOGIA-DANÇA: Corpo, Cena e pesquisa
etnográfica e integrante do Coletivo de Dança Redemoinho/UFPB. Tem experiência
em artes do corpo, audiovisual e com o campo das artes visuais.

Flávia Paiva Silva, Universidade Federal da Paraíba (UFPB), João Pessoa, Paraíba, Brasil, flaviapp98@gmail.com

Estudante do Curso de Bacharelado em Teatro do Departamento de Artes Cênicas da
Universidade Federal da Paraíba. Bolsista do projeto de extensão Coletivo de Dança
Redemoinho (UFPB), coordenado por Victor Hugo Neves de Oliveira. Atriz e produtora do grupo
artístico paraibano Cabem 7.

Lis Maria Souza Sabino, Universidade Federal da Paraíba (UFPB), João Pessoa, Paraíba, Brasil, lisdanca10@gmail.com

Estudante do Curso de Licenciatura em Dança da Universidade Federal da Paraíba, integrante
do Coletivo Redemoinho como bailarina, participante da cena ballroom de João Pessoa, filha
da haus of Benvenutty.

Downloads

Publicado

2020-12-16

Como Citar

OLIVEIRA, V. H. N. de; CHAVES, A. R. .; BARBOSA, M. A. .; SILVA, F. P. .; SABINO, L. M. S. . “Cada um no seu quadrado” - Processos artísticos em tempos de isolamento domiciliar . Revista UFG, Goiânia, v. 20, n. 26, 2020. DOI: 10.5216/revufg.v20.66750. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revistaufg/article/view/66750. Acesso em: 19 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: Enfrentamento da Pandemia COVID-19 e as Ações de Extensão e Cultura