Formação De Professores: O Caso “Ciranda Digital Da Cidadania” Do Lim/Life-Ueg

Autores

  • Mylena Seabra Toschi
  • Yara Fonseca de Oliveira e Silva

DOI:

https://doi.org/10.5216/revufg.v18i24.58599

Resumo

Este estudo apresenta o projeto de extensão “Ciranda Digital da Cidadania”, sobre a inclusão digital de idosos a partir do trabalho desenvolvido no Laboratório de Mídias Interativas/Laboratório Interdisciplinar de Formação de Educadores (LIM/LIFE) da Universidade Estadual de Goiás (UEG). O estudo objetiva refletir sobre o processo formativo com base na abordagem da subjetividade e se desenvolveu por meio de observação e entrevistas semiestruturadas com professoras-bolsistas do curso de pedagogia da UEG. O processo formativo com base na abordagem da subjetividade rompe com a visão dicotômica teoria-prática e supera a fragmentação do conhecimento por valorizar a dialogicidade, a reflexão crítica e colaborativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mylena Seabra Toschi

Professora da Associação Educativa Evangélica (AEE). Mestre do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar  em Educação, Linguagem e Tecnologias da Universidade Estadual de Goiás (PPGIELT-UEG).

Yara Fonseca de Oliveira e Silva

Professora do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Educação, Linguagem e tecnologias da Universidade Estadual de Goiás (PPGIELT-UEG). Doutora em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (IE-UFRJ).

Downloads

Publicado

2018-12-28

Como Citar

TOSCHI, M. S.; SILVA, Y. F. de O. e. Formação De Professores: O Caso “Ciranda Digital Da Cidadania” Do Lim/Life-Ueg. Revista UFG, Goiânia, v. 18, n. 24, 2018. DOI: 10.5216/revufg.v18i24.58599. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revistaufg/article/view/58599. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos