O Étude n° 2 em dó menor de Henrique Oswald

As incongruências entre o manuscrito e a “versão nacionalista”

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/mh.v19.56834

Palavras-chave:

Estudos para Piano de Henrique Oswald, Trois Études, Étude n° 2 em Dó Menor, Incongruências entre Manuscritos e Edições.

Resumo

Apresentamos uma análise das diferenças rítmicas e harmônicas encontradas entre a única edição disponível e o manuscrito do Étude n° 2 em Dó menor, da série Trois Études para piano solo de Henrique Oswald. A hipótese apresentada é que a Edição Bevilacqua desta obra foi uma idiossincrasia do nacionalismo, imposta por alguma instância, ao estilo do compositor. Concluímos que a edição impressa, perpetuada por diversas gravações, possui além de erros de harmonia, inúmeros ritmos brasileiros adulterados, que resultam forçados e sem sentido musical dentro do estilo do compositor. Tais ritmos foram louvados por diversos autores nacionalistas, mas causam estranheza quando consideramos a unidade evidente da série dos Trois Études, e a coerência da estética pianística de Oswald.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-07-25

Como Citar

MARUN FILHO, N. O Étude n° 2 em dó menor de Henrique Oswald: As incongruências entre o manuscrito e a “versão nacionalista”. Música Hodie, Goiânia, v. 19, 2019. DOI: 10.5216/mh.v19.56834. Disponível em: https://revistas.ufg.br/musica/article/view/56834. Acesso em: 20 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos