DOIS OLHARES DIVERGENTES SOBRE A CULTURA DE MASSA

Autores

  • Guilherme Sauerbronn de Barros

DOI:

https://doi.org/10.5216/mh.v8i1.4565

Resumo

Este artigo propõe uma reflexão sobre criação e recepção musical na cultura de massa, a partir de dois ensaios contrastantes. O primeiro deles, “Sobre Música Popular” (1941), de Theodor Adorno (1903-1969), é um clássico da musicologia. O segundo texto, “A Produção do Sucesso: uma Anti-Musicologia da Canção Pop” (1983), de autoria de Antoine Hennion (1952-), trata da música pop do ponto de vista da produção musical. Ambos abordam aspectos ligados à criação, transmissão e recepção musical. Os autores identificam, cada um a seu modo, os interesses das agências, as estratégias de promoção e as características fundamentais do ouvinte de música popular. Os próprios autores, por sua vez, têm modos radicalmente diferentes de se relacionar com esta música, diferença que se reflete nos textos em questão. Tal diferença denota, ainda, uma transformação substancial nos estudos musicológicos ao longo do século XX.
Palavras-chave: Cultura de Massa; Adorno; Hennion.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-08-16

Como Citar

SAUERBRONN DE BARROS, G. DOIS OLHARES DIVERGENTES SOBRE A CULTURA DE MASSA. Música Hodie, Goiânia, v. 8, n. 1, 2008. DOI: 10.5216/mh.v8i1.4565. Disponível em: https://revistas.ufg.br/musica/article/view/4565. Acesso em: 4 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos