A Música Didáctica Setecentista na Biblioteca do Palácio Ducal de Vila Viçosa

Autores

  • Mário Marques Trilha
  • Edite Rocha

DOI:

https://doi.org/10.5216/mh.v13i2.28013

Resumo

Acervo musical da Biblioteca do Palácio Ducal de Vila Viçosa foi catalogado por José Augusto Alegria (1989), que encontrou os fundos musicais agrupados em diversas secções. Este artigo centra-se especificamente na secção G-prática do catálogo de Alegria, referente à música didáctica destes fundos, dos séculos XVII e XVIII. É constituída por partimentos e solfejos a uma ou duas vozes acompanhados por baixo-contínuo de compositores napolitanos (como Carlo Cotumacci, Leonardo Leo e David Perez), e portugueses (Romão Mazza e Joaquim dos Santos). A revisão deste material didáctico permitiu identificar a autoria destas obras. Para melhor compreensão deste acervo é apresentada neste artigo uma síntese biográfica dos compositores, bem como um levantamento das correspondências e estudo comparativo das fontes, e a descrição dos modelos aplicados. Palavras-chave: Métodos de acompanhamento com partimentos; Métodos de solfejos com acompanhamento de baixo continuo; Música didática napolitana; Música didática portuguesa; Biblioteca do Palácio Ducal de Vila Viçosa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-01-22

Como Citar

MARQUES TRILHA, M.; ROCHA, E. A Música Didáctica Setecentista na Biblioteca do Palácio Ducal de Vila Viçosa. Música Hodie, Goiânia, v. 13, n. 2, 2014. DOI: 10.5216/mh.v13i2.28013. Disponível em: https://revistas.ufg.br/musica/article/view/28013. Acesso em: 1 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos