INTER-RELAÇÕES ENTRE FONOAUDIOLOGIA E CANTO

Autores

  • Simone Rattay Andrade, Denise Ren da Fontoura e Carla Aparecida Cielo

DOI:

https://doi.org/10.5216/mh.v7i1.1758

Resumo

O objetivo deste artigo é fazer uma revisão bilbliográfica a fim de auxiliar cantores, regentes corais, preparadores vocais e fonoaudiólogos na prevenção dos distúrbios vocais. Por meio de uma revisão da literatura sobre fonoaudiologia e canto, são enfocadas as diferenças existentes entre voz falada e cantada, além da importância da realização de técnicas como o aquecimento e desaquecimento vocais na prevenção de patologias adquiridas pelo uso incorreto da voz. Sabe-se que as causas de alterações fonatórias podem ser variadas. Porém, no caso dos cantores, o uso incorreto da voz é o principal fator desencadeante de tais problemas. Assim, o conhecimento da inter-relação entre ciência e arte torna-se essencial para desenvolver todas as potencialidades do canto. Para os cantores, a saúde vocal é a chave que conduz à longevidade da voz.
Palavras-chave: Voz cantada; Qualidade da voz, Fonoaudiologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2007-11-07

Como Citar

DENISE REN DA FONTOURA E CARLA APARECIDA CIELO, S. R. A. INTER-RELAÇÕES ENTRE FONOAUDIOLOGIA E CANTO. Música Hodie, Goiânia, v. 7, n. 1, 2007. DOI: 10.5216/mh.v7i1.1758. Disponível em: https://revistas.ufg.br/musica/article/view/1758. Acesso em: 20 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos