O QUE HÁ DE PROJETO DE VIDA PARA OS ESTUDANTES E EDUCADORES NO CURRÍCULO? REFLEXÕES SOBRE O CADERNO ORIENTADOR DE PROJETO DE VIDA DA REDE PÚBLICA ESTADUAL DE MINAS GERAIS

reflexões sobre o Caderno Orientador de Projeto de Vida da rede pública estadual de Minas Gerais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v48i1.75018

Resumo

Este artigo é parte integrante de uma pesquisa em andamento que busca investigar como os docentes da rede pública estadual mineira têm sido formados para o Novo Ensino Médio. Neste escrito, o Caderno Orientador de Projeto de Vida para o Ensino Médio Regular Noturno e Educação de Jovens e Adultos foi o documento analisado a partir da Análise Textual Discursiva. Foram selecionados para o processo de unitarização e categorização, 37 trechos do documento. Essa amostra se configurou como unidades de significado que foram categorizadas e discutidas com base nas categorias de Projeto de Vida, sujeito-docente-efetivo e juventudes. Os resultados apontam falhas significativas no tratamento dos assuntos que envolvem as juventudes e Projeto de Vida, o que fatalmente impacta na qualidade do trabalho docente.

PALAVRAS-CHAVE: Novo Ensino Médio; Projeto de Vida; Juventudes; Sujeito-docente-efetivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fábio Júnio Mesquita, Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, fabiojmesquita@outlook.com

Professor da Rede Estadual de Educação de Minas Gerais, licenciado em Pedagogia e Letras, especialista em Pedagogia Social e EJA e mestre em Educação e Formação Humana pela Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG).

Downloads

Publicado

2023-05-09

Como Citar

MESQUITA, F. J. O QUE HÁ DE PROJETO DE VIDA PARA OS ESTUDANTES E EDUCADORES NO CURRÍCULO? REFLEXÕES SOBRE O CADERNO ORIENTADOR DE PROJETO DE VIDA DA REDE PÚBLICA ESTADUAL DE MINAS GERAIS: reflexões sobre o Caderno Orientador de Projeto de Vida da rede pública estadual de Minas Gerais. Revista Inter-Ação, Goiânia, v. 48, n. 1, p. 15–29, 2023. DOI: 10.5216/ia.v48i1.75018. Disponível em: https://revistas.ufg.br/interacao/article/view/75018. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos